RENOSP-LGBTI+ divulga dicas de segurança para o carnaval; confira

Notícias
28 de fevereiro de 2019
por Genilson Coutinho

RENOSP-LGBTI+ , rede nacional de operadores de segurança pública LGBQ+, lançou essa semana uma série de dicas importantes para a comunidade LGBQ+ durante o Carnaval, mas que podem ser utilizadas durante o ano inteiro. Confira abaixo, e se informe sobre como brincar um carnaval seguro.

Sobre  RENOSP-LGBTI+ A RENOSP-LGBTI+

Apresentação da RENOSP-LGBTI+ A RENOSP-LGBTI+ é a livre associação de agentes LGBTI+ que trabalham nas diversas instituições de segurança pública no Brasil, criada para a prevenção e o enfrentamento da LGBTIfobia no país e para a garantia da liberdade de orientação sexual e de identidade de gênero no âmbito da segurança pública. A rede atua contra a LGBTIfobia e na promoção de direitos humanos dentro e fora das instituições de segurança pública. No final de 2018 a RENOSP-LGBTI+ estruturou-se como uma associação com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, apartidária, não vinculada a grupos religiosos e/ou quaisquer entidades cujos fins não digam respeito às suas finalidades institucionais. A RENOSP-LGBTI+ funciona sem quaisquer recursos públicos e o trabalho desenvolvido por seus membros é totalmente voluntário. Todos os recursos da rede vem das contribuições dos associados e de doações. Atualmente a rede conta com mais de 100 membros, todos profissionais da segurança pública LGBTI+. Em 7 de dezembro de 2018, na sede do Ministério dos Direitos Humanos, em Brasília, a RENOSP-LGBTI+ realizou o III Seminário de Segurança Pública sem LGBTIfobia, que teve como tema “Direitos humanos e diversidades: perspectivas democráticas para a segurança pública brasileira, e discutiu aspectos relevantes da segurança pública brasileira com foco na promoção de direitos humanos e no combate à LGBTIfobia. O seminário pode ser acessado no youtube: (https://youtu.be/j7POoaALq9I e https://youtu.be/f_w7YoCsiNM) Os convidados palestrantes foram especialistas em ramos do conhecimento conectados com a realidade da segurança pública brasileira e com a pauta dos direitos humanos (professores de universidades federais, advogad@s, defensores de direitos humanos, profissionais de segurança pública, deputados federais, representantes do Conselho Federal de Psicologia, autoridades diversas) Todas as ações da RENOSP-LGBTI+ estão registradas nas redes sociais.

Sobre a campanha :

Campanha de segurança voltada para o Carnaval 2019 Recebendo notícias cotidianamente sobre as violências sofridas pela nossa população, a RENOSP-LGBTI+ decidiu lançar uma campanha com dicas de segurança especificamente voltadas ao carnaval 2019, com linguagem direta e acessível a todas as pessoas da comunidade: 2 A chamada da campanha foi a seguinte: No Carnaval, uma das festas mais populares, democráticas e animadas do ano, aproveitamos para vestir aquela fantasia, festejar, ir pra bloquinhos e desfiles… Apesar de toda diversão no reinado de Momo, não podemos esquecer da nossa proteção! Pensando nisso, a RENOSP preparou uma série de dicas para você folião LGBTI+ curtir as festividades carnavalescas com mais segurança. Siga nosso perfil, confira as dicas e compartilhe! Esperamos que as pessoas que integram a comunidade LGBTI+ e todas as demais possam aproveitar a folia em segurança. 3 Monitoramento da violência contra a população LGBTI+ no Carnaval de Salvador 2019 No Carnaval 2019 a RENOSP-LGBTI+ acompanhará os dados que serão produzidos pelo XIV Edição do Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência contra a Mulher, realizado pela Prefeitura de Salvador e coordenado pela Secretaria Municipal de Reparação (SEMUR) por intermédio de dois de seus membros, servidores da Polícia Civil da Bahia: Eva Bulcão Mota e Elisaldo Santos Silva. O acompanhamento tem por objetivo realizar uma análise interseccional (sobreposição 3 de violências a partir de marcadores sociais como raça, gênero, orientação sexual, identidade de gênero e origem), entender as principais causas e manifestações da violência contra a população LGBTI+ no evento de carnaval e, por conseguinte, estabelecer estratégias para sua prevenção e repressão, escopo da rede, que atua para salvaguardar os direitos humanos da população LGBTI+. Pretendemos divulgar os dados e registrá-los para análise comparada futuramente, de forma a orientar nossas estratégias de atuação em conjunto com as autoridades da segurança pública.

Agradecemos a divulgação do trabalho da Rede que apenas deseja que tod@s @s brasileir@s possam viver em uma sociedade igualitária e com respeito aos direitos humanos. Bom Carnaval a tod@s. Brasília, 27 de fevereiro de 2019 Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI+ RENOSP-LGBTI+