QUEM TEM MEDO DO LOBO MAU?

Sem categoria
21 de abril de 2011
por Genilson Coutinho

Inevitáveis serão as comparações com outros filmes como Crepúsculo (a direção, inclusive é a mesma do primeiro filme da série), o excelente A Vila de Shyamalan (se ainda não viu, merece ser visto) e a própria história de diversos contos infantis, como Os três porquinhos e ela própria: Chapeuzinho vermelho – a grande inspiradora do filme. Só mesmo assistindo para ver como tudo isso se encaixou num filme de suspense.

Valerie (Amanda Seyfried) é prometida para casar com Henry (Max Irons) só que desde a infância ela ama Peter (Shiloh Fernandez) – dois gatos, inclusive. Todos vivem em Daggerhorn – uma vilazinha pacata e no meio do nada onde toda lua cheia, eles se escondem dentro de suas casas e sacrificam seus melhores animais para que um lobo ache comida fácil e os deixe em paz, só que essa trégua é quebrada quando a irmã de Valerie é assassinada pelo lobisomem e os homens da vila começam a caçá-lo. Para piorar a situação, surge o padre Solomon (Gary Oldman) revelando que o lobisomem é alguém da vila e que, de tempo em tempo, acontece um fenômeno chamado de lua sangrenta, onde a lua se alinha com Marte e nesse dia o lobo procurará alguém para morder e perpetuar sua espécie. Justamente nesse fenômeno, o lobo se comunica com Valerie e a convida para fugir com ele – só ela o escuta. Por conseguir se comunicar com o bicho, Valerie é oferecida ao lobo, já que ele não fará nada com a vila caso ela vá embora com ele e se transforme também em lobo.

O grande mistério fica por conta de saber quem é o lobo em sua forma humana, já que se descobrirem, essa pessoa será morta e a maldição acabará. Seguindo a lógica, todos que cercam Valerie são suspeitos de serem ‘o lobo mau – sua mãe, seu pai, o seu grande amor Peter, o seu noivo Henry, sua avó, dentre outros. O filme é bom e surpreende da metade pro final quando ele começa engrenar de verdade. A fotografia de Mandy Walker criando o ambiente sombrio e as cenas onde Valerie está com seu longo ‘chapeuzinho’ na neve embelezam o clima de suspense e enche a tela de significados semióticos.

A fala famosa de Chapeuzinho Vermelho “Vovó! Que olhos grandes você tem…” criada pelo escritor da fábula Charles Perrault está presente quase no final da trama e arranca risadas da platéia, quebrando o clima de tensão construído pelo ótimo roteiro de David Leslie Johnson. A garota da capa vermelha é um curioso ótimo filme de suspense que merece ser visto.

George Araújo – Colunista de Cinema

Publicitário, Blogueiro, twitteiro e cinéfilo de plantão. Trabalha na área de criação gráfica e com mídias sociais e é idealizador do BlogayrosCamp.

Serviço:

A Garota da Capa Vermelha

Título Original

Red Riding Hood

Gênero

Fantasia

Censura

14 anos

Duração

100 minutos

UCI Orient Paralela – Sala 5 ( 290 lugares)

10:10; 12:20; 14:30; 16:40 ; 18:55; 21:10;       23:20

UCI Shopping Aeroclube – Sala 7 ( 446 lugares)

13:20; 15:30; 17:40; 19:50; 22:00