Quando a PEP é indicada?

AIDS em pauta
8 de setembro de 2018
por Genilson Coutinho

Você pode buscar a PEP em serviços de saúde credenciados depois de uma relação sexual com penetração sem camisinha com alguém que você sabe que vive com HIV ou em casos em que a camisinha rompeu ou saiu durante o sexo com alguém que você não sabe se tem HIV ou não.
Se você for vítima de violência sexual (sexo não consentido) também deve procurar a rede credenciada para acessar a PEP.
Caso for profissional da saúde e sofreu algum acidente com agulhas ou outro objeto cortante contaminados, este acesso também está garantido.
Quando a PEP não é indicada?
Você já tem um resultado de teste positivo para o HIV;
O possível contato com o vírus HIV ocorreu há mais de 72 horas;
A relação sexual não teve penetração (como masturbação em dupla, por exemplo), mesmo que sua pele, sem ferimentos, tenha entrado em contato com esperma do parceiro;
Seu parceiro não gozou na sua boca, no caso do sexo oral;
Há exposição repetida ao vírus, ou seja, se você faz sexo sem camisinha em várias ocasiões. Neste caso é importante procurar um CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) ou qualquer outro serviço de saúde onde seja possível realizar o teste de HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, hepatite B e C, e receber orientações sobre como se prevenir.
Onde devo ir se acredito que tive contato com com vírus do HIV?
Os serviços ambulatoriais de atenção especializada em HIV e Aids (SAE) são os serviços preferenciais para o atendimento inicial. Os SAE geralmente atendem de 2ª à 6ª feira em horário comercial. Caso você necessite de atendimento em horários em que o SAE não está aberto, procure outros serviços credenciados na sua cidade ou região através da ferramenta de busca de serviços.
Caso você não tenha certeza se a situação pela qual passou oferece ou não risco de infecção para o HIV, poderá obter mais informações por meio do Disque DST/Aids – 0800 16 25 50. Esse serviço está disponível de 2ª a 6ª feira das 8h00 às 18h00.
Somente devo procurar os serviços de referência para a PEP se eu souber que meu/minha parceiro(a) tem HIV?
Não, mesmo se você não souber que o parceiro tem HIV em alguns casos também é indicada a PEP. Por isso é importante procurar um serviço credenciado pois somente a avaliação médica definirá a indicação ou não dos medicamentos.
O uso de PEP por um mês pode ter efeitos colaterais?
Sim, pode haver alguns, que variam de pessoa para pessoa. Durante a consulta, o médico irá informá-lo sobre os possíveis efeitos colaterais e os serviços de saúde que você poderá procurar caso sinta algum deles. Normalmente os efeitos colaterais são leves e de fácil controle.
Se eu sentir um efeito colateral, devo/ posso abandonar o tratamento?
Você não deve abandonar o tratamento! Deve ir imediatamente ao serviço de saúde que receitou o tratamento para contar o que está sentindo. É possível trocar os medicamentos. Lembre-se, os efeitos colaterais esperados, normalmente são leves e de fácil controle. Fique atento pois completar o tratamento por 28 dias é fundamental para a prevenção da infecção pelo HIV.
Serei bem recebido na rede de serviços de referência para PEP?
Como ocorre, muitas vezes, há todos os tipos de acolhimento. Você deve insistir em que seu caso é de URGÊNCIA e que precisa passar por uma avaliação médica imediatamente! Caso a profilaxia seja indicada, o ideal é começar nas duas horas seguintes à exposição ao vírus e no máximo até 72 horas após. A demora no atendimento pode ser a diferença entre se infectar com HIV ou NÃO!
Se eu estiver tomando os medicamentos da PEP estarei protegido de futuras infecções pelo HIV?
Não! Você deve continuar se prevenindo da infecção pelo HIV e também de outras doenças sexualmente transmissíveis (DST) como sífilis, gonorréia, HPV, entre outras, utilizando preservativos em suas relações sexuais.