Profissão Repórter aborda as dificuldades da comunidade LGBT nesta quarta-feira (22)

Notícias
21 de junho de 2016
por Redação
Homossexuais e transexuais falam sobre as dificuldades que enfrentam no dia-a-dia.

Homossexuais e transexuais falam sobre as dificuldades que enfrentam no dia-a-dia. (Foto: TV Globo)

Na próxima edição do programa Profissão Repórter (TV Globo) que vai ao ar nesta quarta-feira (22), depois do futebol, os repórteres Manoel Soares, Danielle Zampollo, Mayara Teixeira e Valéria Almeida irão mostrar as dificuldades da comunidade LGBT.

No Rio Grande do Sul, o repórter Manoel Soares conta a história do menino Fabrício Machado que virou Pamella, aos 11 anos de idade. Pamela foi aceita e incentivada pela família, mas enfrentou muitas dificuldades até ser respeitada pelos colegas. No ano passado, ela ganhou o concurso de menina mais bonita da escola.

O pernambucano Tiago César Leite viveu mais de dez anos como travesti e decidiu voltar a viver e a se vestir como homem. A repórter Danielle Zampollo acompanha a vida de Tiago que conta o porquê da decisão de mudar radicalmente de vida. Ele hoje é casado e recentemente se tornou pai.

Em São Paulo, a repórter Mayara Teixeira registrou a transformação de Luís Tomaz de Souza. Ela leva quase duas horas para fazer a maquiagem da drag queen Mina de Lyon. Ao lado dos dois irmãos, Luís relembrou como foi a descoberta da homossexualidade e a busca pela aceitação na família.

A repórter Valéria Almeida encontra o casal de gays agredido depois de um show em São Paulo no CTN, o Centro de Tradições Nordestinas. Caio da Rocha e Daniel Camargo acusam os seguranças de homofobia.