Professor ouve alunos chamarem colega de gay e faz algo inédito

Comportamento, Social
19 de maio de 2015
por Genilson Coutinho

escola
Omar Currie é um professor da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, que, face a um problema com bullying, apresentou uma solução que agradou a alguns pais mas desagradou a outros, relata o Huffington Post.

O docente de 25 anos, que dá aulas a estudantes da escola primária, ouviu alguns alunos chamando de “gay” e “mulher” um outro colega. Ao invés de os levar ao gabinete do diretor, tentou uma abordagem diferente: leu a toda a turma um conto sobre uma relação homossexual (‘King & King’, de Linda de Haan e Stern Nijland).

Currie, que também é homossexual, disse que queria ter uma conversa honesta com os seus alunos sobre a temática e sobre como tratar as pessoas que parecem diferentes.

O homem adiantou que obteve diferentes reações por parte dos alunos e que conseguiu explicar de uma forma educativa as questões levantadas, no âmbito de uma discussão sem conflito.

A decisão de Currie, no entanto, gerou alguma controvérsia e pelo menos três encarregados de educação apresentaram queixa na escola. Foi realizada uma reunião onde se decidiria se o livro em questão deveria, ou não, ser banido. Ficou decidido que não.