Produtora gay de Israel promove evento com sátiras do Estado Islâmico

Notícias
23 de setembro de 2014
por Genilson Coutinho

bandeira

A Drek , uma popular produtora de festas gays em Tel Aviv, está envolta em uma polêmica após publicar duas fotos controversas, segundo informações do Washington Post. A primeira, capa da página da produtora no Facebook, mostra um homem de sunga portando uma bandeira preta, semelhante à do Estado Islâmico.

A segunda, uma alusão aos vídeos de decapitação de reféns ocidentais pelos jihadistas, mostra dois homens, um deles ajoelhado e coberto por um manto laranja, e o outro, de pé, trajando bermuda e faixa pretas.

Alguns internautas embarcaram na brincadeira e elogiaram o corpo de um dos modelos. Outros, por sua vez, questionaram a postura da Drek e bombardearam a página da produtora com comentários negativos.

“A Drek é minha festa favorita em Israel, mas vocês cometeram um erro e deveriam se desculpar por isso. A sátira não reflete sobre o que os terroristas fizeram de errado,  e ainda faz piada com vítimas inocentes que foram assassinadas de forma selvagem”, escreveu um frequentador.

bandeira2

Amiri Kalman, um dos fundadores da Drek, rebateu as críticas em uma declaração ao Yanet,  site israelita de notícias. ” Nós rejeitamos qualquer forma de violência, incluindo os vídeos que querem assustar o mundo. Nos recusamos a participar desse medo e nos tornarmos histéricos. A sátira é a nossa forma de  mostrar desprezo em relação a eles (os jihadistas) e seus vídeos.

Do Correio da Bahia