Prêmio Pierre Verger : André Penteado expõe O Suicídio de Meu Pai

Sem categoria
12 de março de 2014
por Genilson Coutinho

Vencedor da categoria principal, “Livre Temática e Técnica”, do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2012/2013, o fotógrafo paulista André Penteado realiza a exposição O Suicídio de Meu Pai na Galeria Solar Ferrão, em Salvador. Com abertura no dia 14 de março, às 19 horas, a visitação poderá ser feita até 4 de maio, de terça a sexta, das 12 às 18 horas, e sábados, domingos e feriados, das 12 às 17 horas. O concurso, um dos maiores para trabalhos fotográficos do Brasil, é promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA). Entrada franca.

Utilizando fotografia e vídeo, O Suicídio de Meu Pai busca compreender e discutir o impacto psicológico que o suicídio de uma pessoa provoca em seus familiares, a partir de uma experiência individual: o suicídio do próprio pai, em 2007. Nas imagens, registram-se três momentos do luto: a dor e o choque pelo recebimento da notícia, passando pelo velório; o processo de “despedida” vivido nas semanas seguintes; e as consequências emocionais da perda a longo prazo.

André morava em Londres quando a morte do pai ocorreu. Voou para São Paulo para comparecer ao velório e funeral, que fotografou. Semanas depois, experimentou as roupas do pai e resolveu fotografar a si mesmo vestindo-as. Os cabides vazios também viraram foco de suas lentes. “Este trabalho surgiu tanto de minha reflexão sobre a teatralidade do suicídio quanto da minha decisão em usar um fato tão pessoal como objeto de uma exposição”, define André. A mostra já foi exposta em Londres e Buenos Aires.

O artista destaca a importância de ter vencido a categoria principal do Prêmio Pierre Verger. “Foi a coisa mais incrível que aconteceu na minha carreira até agora. Eu sei o quão difícil é ganhar um prêmio como esse, que é um dos mais importantes do Brasil”. André, que atua como fotógrafo desde 1993, ainda revela: “Quando recebi a notícia de que era o vencedor, saí correndo, abracei minha mãe, liguei para os amigos. Foi uma emoção muito grande. É muito importante para um artista ganhar uma premiação dessa, pois te coloca em um outro patamar”, comemorou.

“A obra se constitui em um ensaio coeso, híbrido e profundo sobre uma passagem difícil da vida do autor”, resume o parecer da comissão de seleção do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2012/2013, que foi formada por Dirceu Maués, artista premiado de fotografia e vídeo; Emanoel Castro Oliveira, fotógrafo pós-graduado em Fotografia como Instrumento de Pesquisa nas Ciências Sociais; Marcelo Rezende, diretor do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), jornalista, editor, crítico e curador; Pedro David, fotógrafo que contabiliza oito importantes prêmios, entre eles o próprio Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger, edição 2010/2011; e Rodrigo Rossoni, Professor Adjunto na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), atuando no campo da fotografia.

Além da exposição, o prêmio prevê a publicação de um catálogo sobre a mostra. Durante o período de visitação, algumas ações propostas pelo artista serão desenvolvidas: mesa-redonda abordando o tema do projeto, visitas guiadas e oficina de expressão fotográfica.
Exposição O Suicídio de Meu Pai, de André Penteado
Vernissage: 14 de março, às 19 horas
Visitação: 15 de março a 4 de maio, terça a sexta, das 12h às 18h; sábados, domingos e feriados, 12h às 17h
Onde: Galeria Solar Ferrão
Rua Gregório de Mattos, nº 45, Pelourinho. Salvador, Bahia. (71) 3116-6740
Quanto: Gratuito
Apoio: DIMUS/ IPAC/ FUNCEB/ SecultBA