Prêmio Braskem de Teatro divulgou três projetos culturais para o público baiano

Sem categoria
4 de abril de 2013
por Genilson Coutinho

Nos 20 anos de premiação à produção teatral baiana, o Prêmio Braskem de Teatro ganha o reforço de uma série de projetos agregados para incentivar a formação de plateia em Salvador. As novidades, anunciadas pela Caderno 2 Produções Artísticas e apoiadas pela Braskem, envolvem uma campanha de popularização do teatro, um programa de formação das artes cênicas e um

circuito de teatro.

“A Caderno 2 Produções está há 15 anos à frente da coordenação geral do Prêmio Braskem de Teatro e vem desenvolvendo um trabalho cuidadoso na condução de todo o processo, que envolve desde a formação da comissão julgadora, identificação dos espetáculos concorrentes e realização do evento de premiação. Este, a cada ano, surpreende pelo ineditismo e pela ousadia,

ao criar novas possibilidades artísticas, realizando um espetáculo criativo e inovador”, avalia Dalmo Peres, diretor da Caderno Produções Artísticas.

Vamos ao Teatro

Entre os projetos lançados está o Vamos ao Teatro, uma campanha de popularização das artes cênicas que tem como objetivo formar plateia através da venda de ingressos subsidiados, a preços promocionais, a partir do segundo semestre de 2013. “Este projeto contempla espetáculos de teatro, dança e circo com descontos de até 75% no valor do ingresso”, explica Emannuel Lacerda, gerente de Relações Institucionais da Braskem, empresa que patrocina o projeto, através do Faz Cultura, em parceria Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. “Com esta iniciativa, a Braskem espera incentivar a formação de plateia e também aumentar a audiência das peças concorrentes ao PBT. Isso irá contribuir para a popularização da premiação”, avalia.

Formação em Artes Cênicas

Outra ação é o Programa de Formação em Artes Cênicas, a vertente social do PBT, de investimento na cadeia produtiva das Artes Cênicas. Trata-se de um projeto continuado de educação que propõe o aprofundamento das atividades que já são desenvolvidas pelo Festival Internacional de Artes Cênicas (FIAC). Durante oito meses, 2,5 mil alunos da rede pública, ONGs

e entidades frequentarão aulas, oficinas e visita a espaços culturais para despertar vocações e aptidões. O projeto atuará também na formação de 150 educadores.

Circuito Baiano de Teatro

A terceira ação lançada é o Circuito Baiano de Teatro, que levará o espetáculo vencedor do PBT para fazer apresentações em São Paulo, com o objetivo de divulgar o teatro baiano em outras regiões. “É numa iniciativa inovadora de reforçar a presença do teatro baiano no cenário artístico nacional”, analisa Emmanuel Lacerda. O Circuito Baiano de Teatro acontecerá também no segundo

semestre. O espetáculo vencedor do PBT também será convidado a realizar uma apresentação na Cidade do Saber, em Camaçari. Esta ação atende a um anseio da classe artística baiana, de receber apoio para que seus trabalhos ultrapassem as divisas do estado.

“É importante, como iniciativa do PBT, viabilizar meios para que o espetáculo vencedor possa circular por outras capitais que confiram visibilidade ao espetáculo”, comenta a produtora cultural Virgínia da Rin. Ela defende a promoção de campanhas que incentivem as pessoas a ir ao teatro. “É preciso motivar e formar público para o teatro baiano para que seja possível manter as

peças em cartaz”, destaca.