Prefeitura afirma interesse no Teatro Jorge Amado

Sem categoria
19 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

Na manhã desta segunda-feira, 19 de agosto, aconteceu uma audiência pública na sede do teatro Jorge Amado que tratou sobre a questão do leilão do imóvel previsto para acontecer no final deste ano. O evento promovido pelo vereador e presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Tiago Correia, contou a presença de Samuel Oliveira, representante do Desenbahia; Rômulo Cravo, chefe de gabinete da Secretária de Cultura do Estado; Guilherme Bellintani, Secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura; Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Matos; Fernanda Tourinho Guerreiro, gestora do teatro, da vereadora Aladilce Souza, além de artistas, produtores culturais e formadores de opinião.

Durante a audiência, o chefe do gabinete de cultura da Bahia, Rômulo Cravo, afirmou que o Governo do Estado assumirá a gestão do imóvel caso não encontrem uma solução até o fim do prazo, reforçando o discurso do governador Jaques Wagner que declarou recentemente na imprensa local que o teatro não fechará as portas. Representando a prefeitura municipal, o secretário Guilherme Bellintani declarou que o município tem interesse em fazer do teatro um Centro de Cultura, “A prefeitura tem interesse em adquirir este espaço, basta que o Desenbahia parcele esta dívida atual de aproximadamente 10 milhões”. Fernanda Tourinho revelou ainda que o imóvel tem duas salas de cinema que estão inutilizadas além de outras salas que podem ser transformadas para que artistas tenham espaço para mostrar seus trabalhos.

Um GT (grupo de trabalho) foi criado pelos integrantes da mesa desta audiência para a partir de agora traçar as questões burocráticas desta situação. O vereador Tiago Correia demonstrou-se bastante satisfeito com a atitude da prefeitura em assumir esta responsabilidade, “Tinha certeza que uma solução seria encontrada nesta audiência pública e que o prefeito ACM Neto teria a sensibilidade com a nossa causa em permanecer vivo este importante espaço cultural da nossa cidade.”, finalizou o edil. Uma nova audiência está prevista para o próximo o mês de setembro.

Entenda o caso

Em 2011 a Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) assinou com o Tribunal de Justiça da Bahia um Termo de Cessão de Uso, com opção de compra, referente ao imóvel do antigo Curso de Inglês Universal English Course (UEC), situado na Pituba, onde funciona o Teatro Jorge Amado. O curso contratou, em 1995, uma operação de financiamento com o antigo Desenbanco para construção de sua sede própria na Pituba. Com a extinção do órgão, as operações de financiamento passaram à responsabilidade Desenbahia. A garantia para o financiamento foi à própria sede do UEC. Em 2002, o curso tornou-se inadimplente, obrigando a Desenbahia a ajuizar ação de execução objetivando a recuperação do crédito.