Praticar atividade física ajuda no combate à depressão

Serviços
11 de setembro de 2019
por Genilson Coutinho
Que a atividade física te proporciona mais energia e faz bem para a saúde todo mundo sabe. Mas, ainda assim, não são todos que conseguem colocá-la em prática. Uma pessoa desanimada, triste, com a autoestima baixa, por exemplo, dificilmente tem disposição para se exercitar. O problema é que, para essa pessoa, o exercício físico pode ser um remédio contra o desânimo, o cansaço e até mesmo contra a depressão.
De acordo com estudos em psiquiatria, não é apenas a depressão que pode melhorar com a atividade física, mas também outros transtornos mentais, como a síndrome do pânico e a ansiedade.
Isso acontece porque, durante o exercício, o organismo libera endorfina e serotonina, neurotransmissores que dão sensação de bem-estar e prazer. Segundo o graduando em educação física, Luiz Ramon Abdon, é de fundamental importância ter regularidade na atividade física – caminhar 40 minutos, 3 vezes na semana, já pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, aliviar o estresse, melhorar a função respiratória e cardiovascular, aumentar a habilidade de concentração, ter um sono tranquilo e um bom condicionamento físico.
“O exercício pode ainda prevenir a depressão, pois o ganho de massa muscular leva ao aumento de uma proteína que consegue ‘transformar’ o estresse em bem-estar”, revela Luiz Ramon Abdon.
Vale lembrar que a atividade física é apenas parte de um tratamento multidisciplinar contra a depressão, feito também com sessões de terapia e/ou utilização de medicamentos. Em Salvador você pode contar com serviços de entidades que prestam apoio psicológico gratuito. Confira a lista abaixo:
Centro de Valorização da Vida (CVV): Realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar sob total sigilo. O atendimento pode ser feito pelo telefone 188 ou na Rua Luis Gama, n° 47, Nazaré.
Instituto Multidisciplinar de Assistência à Saúde do Centro Universitário Jorge Amado: Também fornece atendimentos psicológicos para crianças, adolescentes e adultos, por meio do através do Instituto de Saúde (IS) da universidade, que fica no Campus Paralela, na Avenida Luis Viana, n. 6775.
Universidade Federal da Bahia (Ufba): Os atendimentos são feitos no Instituto de Psicologia da Ufba, em Salvador, na Rua Aristides Novis, 197, Federação. Informações podem ser obtidas pelo telefone: (71) 3235-4589.
Faculdade Bahiana de Medicina e Saúde Pública: A Bahiana também oferece sessões gratuitas com psicólogos, na Sessão Clínica do Serviço de Psicologia da Bahiana (Sepsi). A unidade da escola que faz os atendimentos é em Salvador, na Avenida Dom João VI, nº 275, Brotas. Informações sobre dias e horários podem ser obtidas pelo número: (71) 3276-8259.
Instituto Junguiano da Bahia (IJBA): Sessões de terapia junguiana, baseada no inconsciente humano, na Avenida Dom João Alameda Bons Ares, nº 15, Candeal. As consultas e valores podem ser checados por meio dos telefones: (71) 3043-7089 e (71) 3043-7049.