Notícias

porteiro do prédio onde o ator Victor Meyniel foi espancado, em Copacabana, no último sábado (2), foi autuado por omissão de socorro

Genilson Coutinho,
04/09/2023 | 14h09
Foto: Reprodução / Reprodução TV Globo

Imagens do crime mostram o funcionário Gilmar José Agostini sentado e até tomando um copo de café enquanto Yuri de Moura Alexandre dava uma sequência de socos em Meyniel. Yuri foi preso em flagrante poucos depois da agressão.

O episódio aconteceu por volta das 8h de sábado. Victor saiu de uma casa noturna em Copacabana e foi para o apartamento de Yuri, que tinha conhecido na boate. Victor diz que, já no apartamento, o comportamento de Yuri mudou depois que uma amiga chegou e “flagrou” os dois juntos…

A delegada Débora Rodrigues, titular da 12ª DP em Copacabana, afirmou que Gilmar não a tratou bem ao chegar no local. “Ao chegarmos no prédio, ele já foi nos atendendo muito mal, falando que não viu nada, que não sabia de nada e que não ia se meter”, destacou ao site G1.

Débora ressalta que Gilmar não precisava se envolver na briga, pelo direito de preservar sua integridade física, mas o porteiro deveria ter pedido socorro no momento em que a agressão começou.