Por que rimos do HIV?

AIDS em pauta, Comportamento, Social
18 de maio de 2016
por Genilson Coutinho

Por Vanessa Ventura

Recentemente, fui a um show de comédia. Divertido, escrachado, até mesmo politicamente incorreto. Nada diferente de uma apresentação normal – exceto o fato de um dos atores puxar uma piada sobre… HIV.

O mote foi o mesmo de sempre: começar pelo Cazuza e depois fazer alguma brincadeirinha sobre os portadores do vírus. Poucos riram, o silêncio foi mais notável que os sorrisos. Naquela plateia, não havia espaço para esse tipo de ridicularização. Senti orgulho de fazer parte dela.

Entre janeiro e novembro de 2015, foram notificados 950 novos casos de pessoas infectadas pelo HIV em Salvador, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Destas, nem todas desenvolverão AIDS: algumas conviverão com o vírus sem perder o sistema imunológico por causa disso, tomando o cuidado de utilizar o coquetel e fazer sexo sempre com a proteção da camisinha.

Apesar do alto índice de contaminação, Salvador ainda promove poucas ações de conscientização sobre o HIV. O preconceito é latente ao ponto de, em pleno show, um comediante se achar no direito de brincar com essa situação. E sim, o rapaz é soteropolitano.

Infectologistas reforçam que prevenção e informação são fundamentais para combater HIV

Felizmente, a internet é uma excelente ferramenta de disseminação de discursos que respeitam os soropositivos e tiram dúvidas da população a respeito do tema. O canal HDIÁRIO, do curitibano Gabriel Comicholi, tem 13 mil seguidores e retrata o cotidiano de um jovem que descobre ser portador do HIV. Gabriel conta detalhes sobre o momento da descoberta, início do tratamento, exames, entre outros.

Em 2012, para celebrar o Dia Mundial de Luta contra a AIDS, o Dois Terços entrevistou o ator e produtor Rafael Lopes, portador do HIV e autor do livro “Uma Vida Positiva”. O papo pode ser conferido aqui.

HIV e AIDS não são brincadeira. À população soropositiva, o mínimo que podemos oferecer é respeito. Caso o comediante mencionado aqui esteja lendo este texto, espero ter lhe causado ao menos um pouco de vergonha. E ensinado um pouco sobre o que pode ou não virar piada.

Vanessa Ventura tem 24 anos, é integrante do Coletivo Minissaia, blogueira do Belícia e adora quando o humor não precisa de preconceito.