“Pompoarismo Masculino”: Benefícios Ilimitados!

Sem categoria
29 de fevereiro de 2012
por Genilson Coutinho

As técnicas do pompoarismo não são privilégio apenas das mulheres. O casal que pratica o pompoarismo juntos desfruta de muito mais interação, uma vez que ambos “exercitam” as partes íntimas através das atividades propostas, aumentando o prazer do seu parceiro(a), e o seu próprio. Além disso, são inúmeros os benefícios para a saúde, como a prevenção da incontinência urinária e melhoria do fluxo sanguíneo, e no caso dos homens, a prevenção da impotência e até do câncer de próstata.

Falando nos homens, um dos exercícios mais praticados é a vacuoterapia que, inclusive, auxilia no desenvolvimento peniano. Nesse contexto, o indutor de crescimento Desenvolvedor Peniano foi criado para que o homem, em médio prazo, possa aumentar o comprimento e a espessura do seu pênis.

O pênis é formado por dois cilindros superiores (os corpos cavernosos) e um inferior (o corpo esponjoso) qeu envolvem a uretra e também incorporam a glande (a cabeça do pênis). No momento da ereção, essas três câmaras (interior dos cilindros) se enchem de sangue. O tamanho do pênis está, portanto, limitado em comprimento e grossura pelo máximo que o tecido que forma os três cilindros pode se distender quando os mesmos se enchem de sangue. esse tecido é chamado de Tecido Erétil.

Os exercícios propostos fazem com que as células desse tecido, ao se renovarem, tornem-se cada vez maiores, aumentando o próprio tecido. Isso permite uma maior retenção de sangue, com um consequente aumento do volume peniano. Os exercícios também no sistema vascular, ou seja, a circulação sanguínea fica muito mais fácil e abundante.

No decorrer do programa de exercícios o resultado será um pênis maior, mais saudável e de formato mais perfeito. Porém, não espere obter resultados imediatos com o sistema. Você precisará ser paciente e ir se familiarizando com os exercício e com o aparelho. Os exercício podem ser realizados conforme a sua necessidade e por tempo indeterminado. Entre o segundo e terceiro mês de tratamento, a diferença de tamanho já pode ser notada, assim como é notada a diferença na ejaculação.

Descubras mais aqui