Polícia Militar descobre esquema de aliciamento de travestis em Contagem

Sem categoria
24 de maio de 2013
por Genilson Coutinho


A Polícia Militar (PM) descobriu um esquema de aliciamento de travestis, na noite desta quinta-feira (23), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a PM, a prática era comandada por uma mulher de 32 anos e por um travesti de 29. Eles são suspeitos de aliciar outros cinco travestis, um deles adolescente, na cidade de Aracaju, em Sergipe, para fazer programas em Belo Horizonte.
De acordo com a PM, ao chegar à capital eles foram alojados em condições precárias e acumularam dívidas com diárias que sempre aumentavam. “É um local apertado, muito simples. Não foi como ela falou lá na minha casa. Um quartinho. Três camas pra cinco travestis”, contou um travesti.
“Se não pagasse, ela multava, brigava, dizia que ia pegar a identidade para gente não ir embora. Ela já chegou a dizer que se a gente fosse embora, saísse da casa dela pra ficar ia mandar matar a gente, roubar, coisas assim. E já mostrou a arma pra gente”, disse outro.
A casa onde os travestis moravam fica em uma favela, em Contagem. Segundo a PM, o esquema foi descoberto por acaso quando os policiais foram ao local para tentar prender suspeitos de ter assassinado um militar, há uma semana.
“Nós fomos solicitados por elas que contaram essa situação toda. Trabalho escravo, que estavam sendo escravizadas lá. Contaram que só podiam sair da casa escoltada por marginais da região”, falou a cabo Vaneza Pereira.
Segundo a polícia, um travesti ajudou na fuga dos assassinos. Ele também é suspeito de estelionato.
Os suspeitos de aliciamento e os cinco travestis foram para a delegacia para prestar depoimento. A Polícia Civil vai investigar o caso.Com informações do G1