Plataforma Mundo Afro lança 25 oficinas voltadas para o desenvolvimento artístico da cultura afro

Música, No Circuito
19 de setembro de 2014
por Genilson Coutinho

Ilê Aiyê-TiagoLima-

O desejo de construir um novo capítulo na história da cultura afro reuniu cinco relevantes entidades baianas para uma empreitada que conjuga criatividade e empreendedorismo. A plataforma Mundo Afro reúne os blocos Cortejo Afro, Filhos de Gandhy Ilê Aiyê, Malê Debalê e Muzenza numa iniciativa que estimula e valoriza a sua produção artística. Na terça-feira (23), a partir das 10h, na sede da Coelba, em Narandiba, mais uma etapa dessa união será consolidada: o evento marca o lançamento de 25 oficinas que tangenciam os diversos aspectos da cultura e tradição afro, desde a música até a moda.

Serão ofertadas cinco oficinas por cada uma das entidades envolvidas no projeto. As turmas – compostas por 30 alunos – terão aulas durante seis meses. Dessa forma, cerca de 750 pessoas serão diretamente atingidas com a capacitação e desenvolvimento artístico do Mundo Afro. A formação também inclui aulas sobre história das entidades, história afro-baiana, sustentabilidade, meio ambiente e empreendedorismo, além das aulas ministradas pela Coelba sobre o uso racional e seguro da energia elétrica. A iniciativa busca atingir jovens e adultos a partir de 16 anos – pertencentes às comunidades interna e externa das instituições integrantes.

As inscrições acontecem até o próximo dia 26 de setembro (sexta-feira) e podem ser realizadas nas sedes dos blocos e no Centro Social Urbano da Liberdade. Importante ressaltar que os alunos terão ajuda de custo para transporte, além de lanche. Os interessados podem obter mais informações no telefone (71) 3334-3527.

Sobre Mundo Afro

Mundo Afro é uma iniciativa que se desdobra em muitas ações e tem como protagonistas cinco importantes matrizes da cultura de Salvador, além de artistas e produtores parceiros. Ancorado na criatividade e mobilização empreendedora, o projeto deu o ponta-pé inicial entre janeiro e março de 2014 nos ensaios pré-carnaval e durante o Carnaval de Salvador. O objetivo foi valorizar a produção artística dessas entidades com novos produtos e parcerias. Outras ações – como festivais, mostras e shows coletivos – estão previstas na plataforma.

A etapa atual, que alia o fazer artístico à educação, conta com patrocínio da Coelba e FazCultura e apoio de Sebrae e Unijorge. Para José Roberto de Medeiros, presidente da Coelba, a importância de valorizar a cultura e estimular o desenvolvimento humano é um dos grandes incentivadores do envolvimento da empresa no Mundo Afro. “Além disso, a Coelba tem a oportunidade de formar profissionais conscientes da importância da segurança no uso da energia elétrica, multiplicando este tema nas comunidades onde as entidades afro estão inseridas”.

Sobre as oficinas

Cortejo Afro

Fundado há 16 anos pelo artista plástico Alberto Pita, o bloco Cortejo Afro é reconhecido pelo seu visual exuberante. Suas oficinas acontecerão no Instituto Oyá, em Pirajá. São ofertadas os seguintes títulos: percussão; design de moda; desenho e criação de estampa; corte e costura e novos conceitos para estética. Inscrições: Pelourinho (Ladeira da Ordem 3º de São Francisco – 6C) e Conjunto Pirajá 1 (via local 2 – Caminho 31, n. 5 – Rua Mário Lago) das 13h às 18h. Contato: (71) 3482-5352
Filhos de Gandhy

O maior e mais antigo afoxé do Brasil tem 65 anos de trajetória. Com sede localizada no Pelourinho, o bloco não abre mão da reverência às tradições da religião afro em seus rituais. As oficinas disponíveis são: percussão; corte e costura; adereços e turbantes; yorubá e canto. Inscrições: Sede Gandhy (R. Gregório de Matos – Pelourinho), das 13h às 18h. Contato: (71) 3321-7073

Ilê Aiyê

O Ilê Aiyê foi o primeiro bloco afro fundado em Salvador, trazendo na sua semente o desejo de resgatar a autoestima e a consciência crítica do povo negro. As seguintes oficinas serão realizadas na Senzala do Barro Preto (Curuzu): percussão; regência percussiva; dança afro; estética afro e canto. Inscrições: Sede Ilê Aiyê (Rua Direta do Curuzu, 228 – Liberdade), das 8h às 12h e das 14h às 16h30. Contato: (71) 2103-3411/3400
Malê Debalê

Considerado o maior balé afro do mundo, o Malê Debalê surgiu em Itapuã há 35 anos. As oficinas ofertadas – na sede do bloco em Itapuã – são: percussão; customização de acessórios Malê; dança; estética afro e cultura hip hop. Inscrições: Sede Malê Debalê (Rua Direta do Abaeté, s/n – Itapuã), das 9h às 12h e das 13h às 17h. Contato: (71) 3285 1771
Muzenza

Bob Marley e a sua mensagem libertária foram os princípios motivadores para a fundação no bloco Muzenza há 33 anos. No Centro Social Urbano da Liberdade serão oferecidas as oficinas: percussão; dança afro; estética afro e canto; a oficina de corte e costura será realizada na Instituição Eterna Juventude, no Pelourinho. Inscrições: CSU da Liberdade (Estrada da Liberdade, 100), das 9h às 12 e das 14h às 17h. Contato: (71) 3117-1409 / 8896-7026

Serviço
O QUÊ: Lançamento das Oficinas –Mundo Afro
QUANDO: 23 de setembro (terça-feira), às 10h
ONDE: Auditório da sede da Coelba (Av. Edgar Santos, 300 – Narandiba)

Parceiros e patrocinadores:
Patrocínio: Coelba | FazCultura
Apoio: Sebrae | Unijorge
Realização: Cortejo Afro | Filhos de Gandhy | Ilê Aiyê | Malê Debalê | Muzenza | Janela do Mundo | Simples Produções | Isé | Caderno 2 | Ministério da Cultura | Governo Federal