Plataforma de lifestyle e consumo para gays chega ao mercado

In Moda
28 de abril de 2015
por Genilson Coutinho

gaylife

A novidade tem o comando da dupla Andre Almada (publisher e empresário, também fundador do grupo The Week) e Antonio Trigo (diretor de redação com passagem pelas redações de Vogue, RG e Wish Report).

O conteúdo (veja aqui) englobará comportamento masculino, textos reflexivos, opinativos e entrevistas, além das notícias mais relevantes para o homem. “Mas o mais importante é que contaremos histórias de amor de gays que deram certo”, ressaltam, em uníssono, os sócios, que pretendem com a plataforma desmistificar a teoria de que o gay só procura conteúdo sexualizado.

A equipe de colaboradores é renomada. A editoria de moda está nas mãos do trio Denise Dahdah, Doris Bicudo e Matilda Azevedo, dos stylists Ana Wainer e Rodrigo Polack, além da Beleza por Eron Araújo e Evandro Ângelo. Na arte, Catrina Carta Kowarick, enquanto a fotografia traz os registros de Arthur Seixas, Guilherme Licurgo, Fred Othero e Jeff Segenreich. Charles Piriou é o convidado para falar de gastronomia e André Portugal colunista de comportamento. Paulo Barão assume o comercial.

Identificando um segmento promissor para marcas de diversos nichos apresentarem seus produtos, os sócios acreditam em uma nova cultura de marketing, especialmente pensada para os gays. E quando falamos gays, são homens com potencial de compra estimado em R$ 419 bilhões no Brasil, segundo a Out Leadership, associação internacional de empresas que desenvolve iniciativas para este público.

“Queremos quebrar paradigmas no mercado publicitário. A população homossexual no Brasil é estimada em 20 milhões* de pessoas e os anunciantes que já estão enxergando as oportunidades de negócios junto aos gays, até então, não tinham um espaço na web totalmente direcionado a este público”, declara André Almada. “O Universo AA entra em nova fase para edificar todas as questões pertinentes aos gays com um conteúdo apurado, dinâmico, bem produzido e focado. Respeitamos todos os públicos, mas é ao homem gay que idealizamos este espaço”, complementa Antonio Trigo.