Pesquisadores descobrem molécula capaz de destruir o vírus da AIDS

Sem categoria
24 de setembro de 2013
por Genilson Coutinho


A AIDS é responsável pela morte de aproximadamente 2 milhões de pessoas todos os anos, principalmente devido à capacidade que o vírus tem de se tornar resistente aos medicamentos e adquirir características mutantes, fazendo com que mesmo os tratamentos mais modernos não sejam totalmente eficazes.

Ainda assim, o que se tem disponível hoje para tratar a doença é suficiente para garantir que os pacientes tenham melhor qualidade de vida. Quando o assunto é o vírus HIV, as pesquisas são constantes e cada nova descoberta é, na verdade, uma nova esperança, se não de cura, de melhores condições de tratamento.

A boa notícia é que a Universidade de Drexel, na Filadélfia, nos EUA, divulgou uma descoberta feita por seus pesquisadores, que encontraram uma nova molécula, capaz de causar a autodestruição do vírus HIV antes mesmo de ele infectar as células.
Assim como os outros vírus, o HIV age inserindo seu material genético em células saudáveis, invadindo suas estruturas até que elas “estourem”. A molécula criada pelos pesquisadores da Universidade de Drexel foi batizada de DAVEI – sigla em inglês para “dupla ação inibidora de entrada viral”. Ela é capaz de alterar alguns componentes de ligação celular do próprio HIV, com a ajuda de uma proteína que “engana” o vírus, fazendo com que ele mantenha seu revestimento protetor aberto e fique vulnerável.

A DAVEI se conecta ao vírus e faz com que o HIV reaja da mesma forma que reagiria se estivesse ligado a uma célula, despejando seus materiais genéticos e destruindo a cápsula necessária para que o vírus invada uma célula, tornando-o inofensivo. Ou seja: mesmo que o paciente esteja infectado, é possível que uma destruição do vírus aconteça antes que as células sejam contaminadas, prevenindo o desenvolvimento da imunodeficiência.

Essas descobertas não garantem a cura para a AIDS, mas indicam novas possibilidades de estudos para o combate aos vírus, incluindo aqueles que são resistentes aos medicamentos tradicionais. Para que você consiga visualizar melhor os mecanismos que explicamos até agora, acompanhe o vídeo a seguir – em inglês. Ele ilustra a ação da DAVEI de uma maneira bem simples.

Do Mega Curioso