Perfumes: um guia sobre como e quando usá-los

In Moda
12 de maio de 2014
por Genilson Coutinho

perfumes_620

Um bom perfume é um dos fatores que permite identificar um cavalheiro – e isso não deve se restringir à borrifada de perfume que você dá ao sair pra jantar, mas, sim, o dia todo e em qualquer lugar.
A primeira coisa a ser levada em conta quando você vai comprar um perfume é em qual momento vai usá-lo. Você deve ter em mente que, quanto mais cedo, mais fresco deve ser o perfume, pois a pungência de alguns nem sempre é bem-vinda no trabalho. “A fragrância para o trabalho deve ser a extensão do banho”, diz Andreia Miron, coordenadora do curso de pós-graduação em Perfumaria da Faculdade Santa Marcelina. “Quanto mais cedo for, mais fresco o perfume – ainda que isso signifique aplicá-lo mais vezes ao longo do dia”.
Por outro lado, em uma festa, o ideal é que a fragrância dê identidade à pessoa. “Por isso, a escolha pode ter mais pungência”. Pode-se inclusive combinar essa personalidade com a roupa e ocasião, mas a durabilidade, em qualquer caso, precisa ser maior. (veja tipos de fragrância abaixo)

Uma dica para não errar é evitar o perfume gourmand, geralmente com toques abaunilhados ou de chocolate. Esses aromas mais ligados ao paladar podem se tornar enjoativos com mais facilidade em locais pequenos de convívio e nem sempre é bem-vindo.

As marca de alta costura, como você já deve saber, tentam traduzir ao pé da letra o seu conceito  e estilo na escolha olfativa. Se você é fiel àlguma, pode ser feliz na escolha de um perfume da mesma origme. Mas cuidado com a embalagem: elas não dão a dimensão exata do que é o perfume. “Nem sempre o que a gente vê é o que se quer”.
Na hora de escolher, não adianta sentir o perfume na embalagem ou no papel, que é neutro. É necessário aplicá-lo na pele e ver sua transformação ao longo de algumas horas, pois cada pele age de maneira diferente. A dica é se guiar pela família (veja abaixo). Geralmente a família amadeirada é a mais fácil de acertar. A onda de fragrâncias sintéticas, com toques metálicos, que já existe há 4 ou 5 anos, é outra boa opção.
Se você usa o mesmo perfume desde que era adolescente, alerta: já passou da hora de mudar. “Marcas que se consolidaram nesta época se tornam agora um produto de iniciação no mundo do perfume”, diz Andreia. Além disso, não é cool ter uma identidade olfativa já facilmente reconhecida por todo mundo. “Hoje os lançamentos não ganham expressão como tinha antigamente”, diz Andreia. E, convenhamos, ao logo de duas décadas você já deve ter se aprimorado olfativamente.

Conheça os termos 
com Jon Wilde, GQ South Africa
Parfum – é o produto mais puro, feito de 15% a 40% de óleos aromáticos. É muito poderoso para ser borrifado, então aplique apenas gotas. Mas é raro encontrar perfumes masculinos com essa potencia. Permanece na pele por até sete horas.
Eau de parfum – durabilidade de quatro a seis horas. Mais usado na Europa, onde o clima é mais frio em grande parte do ano, tem de 10% a 15% de óleos aromáticos.
Eau de toilette – com cerca de duas horas de duração, tem de 5% a 10%.
Água de colônia – com 5% ou menos de óleos essenciais, dura de uma hora a 40 minutos.

ASSUNTO DE FAMÍLIA

De Phil Dunphy, da série Modern Family, a Daenerys Targaryen, de Game of Thrones, todos sabem: família conta muito. Com fragrâncias, funciona do mesmo jeito. A GQ da África do Sul explica quando e como usar cada uma das oito famílias:

 

Tom Ford Noir (Foto: Divulgação)

Floral oriental

Pode ser complicado se livrar do aroma desses perfumes, mas valem a pena se você conseguir.

Exemplo: A combinação de notas florais empolvadas com especiarias contundentes de um Tom Ford Noir alterna entre o Íris leve, violetas e rosas e um acolhedor âmbar com baunilha e pimenta.

Floral

Não é porque a fragrância é floral que você vai cheirar como a sua avó. Exemplo: Um Gucci Guilty Black coloca um tom sedutor em uma nota floral, combinando lavanda, flores de laranjeiras e um toque de especiarias. É leve e refrescante, perfeito para uma noite de primavera na cidade

 Floral fresco

Se um perfume floral te causa alergias, é melhor optar por algo mais limpo. Ainda tem aquela nota de flor de grapefruit, mas é mais suave, com o frescor cítrico da tangerina. No entanto, não exagere! Há uma tênue linha entre evocar a refrescância da fruta e cheirar como uma salada de frutas.

Refrescante

Quer aquele cheiro de quem acabou de sair do banho? Compre um frasco de perfume refrescante, normalmente com uma mescla entre notas marinhas e nuances de kiwi e abacaxi. Essas fragrâncias combinam melhor com os meses de verão, por sua leveza, que se espalha melhor no ar quente.

Oriental

Fragrâncias orientais são os antros de ópio do mundo das fragrâncias. Uma mistura quase comestível de temperos quentes e fumaça roxa com uma refrescância quase amadeirada de restrogosto.

Exemplo: Sinta este cheiro em ação em um Viktor & Rolf Spicebomb, uma explosão de canela, páprica e açafrão.

 

 

Oriental amadeirado

Os perfumes orientais amadeirados têm um grande equilíbrio entre madeira e especiarias, uma ótima combinação para esquentar os meses mais frios do ano.

Exemplo: O eau de parfum Terre d’Hermès, é um elixir de mandarim, musgo de carvalho e madeira que evoca a sensação de aventura e força.

Amadeirado

Fragrâncias amadeiradas sempre estão associadas à masculinidade por uma razão: elas dão uma sensação sombria de poder e sedução ao mesmo tempo em que são confiáveis e fortes. Esses perfumes são ótimos para a transição entre verão e inverno, pois são quentes, sem ser tão pesados.

Madeira refrescante

Nada é melhor para seduzir ao pôr do sol do que a combinação entre refrescância e madeira. Contrastando em seus efeitos, as notas refrescantes trazem uma sensação empolgante e as notas amadeiradas introduzem uma intensidade masculina.

Exemplo: Versace Eros é uma ode a esta caótica harmonia

Matéria publicada originalmente na revista QG.