Performances

Sem categoria
23 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

De Mme Lard a Chame isso como Quiser

Dia 11 de setembro, a partir das 20h, uma série de performances e apresentações invadem as imediações e o Teatro Gamboa Nova no evento Performances Gayboa. Serão pelo menos quatro participações de nomes como Isabela Silveira, Roberta Nascimento, Jaqueline Elesbão e Marcelo Sousa Brito.
Uma diva fugida dos holofotes. Uma criação rasurada, em processo, indo sabe-se lá pra onde. Mme Lard, a besta-fera sexy que Isabela Silveira leva para passear por aí nas noites quentes da cidade. O corpo nu, coberto apenas por uma cabeça de porco. Na ação proposta, a performer será fotografada com sua máscara num espaço público, numa construção coreográfica que vacile entre uma
atitude banal e uma corporalidade dilatada e grotesca.
Enquanto isso Roberta Nascimento faz sua própria Estética da Via Crucis, carrega uma cruz com diversos objetos considerados “femininos”, questiona o belo e a heteronormatividade. Será que seus ombros aguentam o peso? Será que seu corpo suporta o passar do tempo? Será que teremos que crucificá-la para libertá-la? A performer se inspira no maior símbolo de sofrimento da sociedade cristã para expurgar as ditaduras impostas às mulheres.
No palco, a dançarina Jack Elesbão, nas Entrelinhas, pergunta ao seu corpo se a situação ainda não é a da escravidão, do gênero calado e reprimido, voltando a cena depois de sua estreia no Espaco Xisto Bahia. Ainda o performer e doutorando em Artes Cênicas Marcelo Sousa Brito apresenta números de Chame Isso Como Quiser, com dublagens que prometem provocar o público.

Serviço
Performances Gayboa
Quando: 11/09/13 (quarta)
Horário: 20h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20 (inteira) R$10 (meia),
Classificação: 18 anos

Cena Queer
Domingo, dia 22, às 19h, é a vez da Cena Queer e a mistura de linguagens como dança, artes visuais, performance, música, no intuito de reunir trabalhos coreógraficos e outras formas de expressão artística que abordem a sexualidade, fundamentados na teoria queer, termo usado originalmente como insulto aos homossexuais, que quer dizer estranho, ridículo ou excêntrico. A concepção é do bailarino Eberth Vinícius, com a assistência de direção e produção de Junior Oliveira e Sóter Xavier

Serviço
Cena Queer
Quando: 22/09/13 (domingo)
Horário: 19h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20 (inteira) R$10 (meia),
Classificação: 18 anos
Informações: www.teatrogamboanova.com.br Eberth Vinícius 71 91130904
Ficha técnica
Idealização: Eberth Vinícius
Realização:Cena Queer Salvador