Performance do espetáculo “O Corrupto” integra programação do Dia do Servidor no TJ

No Circuito, Teatro
13 de outubro de 2016
por Genilson Coutinho

Em comemoração ao Dia do Servidor Público, a Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça da Bahia – Assetba promoverá uma adaptação do espetáculo O Corrupto, interpretado pelo ator Frank Menezes. O monólogo será apresentado no próximo dia 27, às 13h, no auditório do TJ, para os associados, demais servidores e magistrados do órgão. A entrada é gratuita.

No roteiro, pequenas e grandes corrupções observadas no dia a dia são expostas pelo ator, que encarna o papel de um professor disposto a aperfeiçoar a performance dos seus alunos, ainda não corrompidos o suficiente. Dirigido por Marcelo Praddo, Frank não se limita a falar da corrupção pura e simples, da política.  Situações facilmente vistas no cotidiano são tratadas com muito humor e uma pitada de irreverência. “Vou falar das nossas ações. A gente pega com muita naturalidade um atestado médico, fura fila, falsifica carteira de estudante, estaciona ‘rapidinho’ na vaga de deficiente…”, enumera o ator que está em temporada com a peça no Teatro Módulo.

Mas nem tudo está perdido. Otimista, ele acredita que esse comportamento tem solução na educação infantil e o melhor caminho para refletir sobre isso é o humor. A apresentação é uma realização da Assetba, com o apoio do Tribunal de Justiça da Bahia.​

O ator se consagrou no teatro baiano com atuação em mais de 30 peças, além de filmes, novelas e séries. O seu trabalho mais recente estará em breve nas telas do cinema O Shaolin do Sertão (comédia), do cearense Halder Gomes, onde interpreta Rossivaldo, um prefeito caricato, bruto e rico, com sede de poder. Acumula papéis também em filmes como Capitães da Areia (2011) e Quincas Berro d’Água (2010).

A lista extensa de peças inclui Quem Matou Maria Helena? (1994), Volpone (2000), Vixe Maria! Deus e o Diabo na Bahia (2004) e O Indignado (2008). Já na telinha, onde recentemente viveu o mordomo Júnior, de I Love Paraisópolis, Frank participou de novelas como Gabriela (2012) e a minissérie O Compadre de Ogum (1994).