Penúltima semana da peça “Bonitinha, mas Ordinária” em Salvador

Sem categoria
15 de março de 2013
por Genilson Coutinho


A temporada de Bonitinha, mas ordinária, montagem dirigida por Luiz Marfuz como parte das comemorações, na Bahia, do centenário de nascimento de Nelson Rodrigues está chegando ao fim. Quem quiser ver a peça precisa logo se agendar. O espetáculo, que é um sucesso de público e já foi visto por mais de 5 mil espectadores em apenas 2 meses, está em cartaz só até 24 de março na Sala do Coro do TCA, quando encerra suas atividades em Salvador. Segundo informações do diretor, não há previsão de retorno aos palcos da capital.

O dilema do jovem Edgard, que tem de escolher entre um casamento por dinheiro ou por amor, é o cerne deste espetáculo. Apaixonado pela vizinha Ritinha, que supostamente sustenta a família trabalhando como professora, ele é escolhido pelo patrão para se casar com sua filha, a jovem Maria Cecília, vítima de estupro, a fim de limpar a honra da família Werneck. Na trama, tensões e desfechos surpreendentes evidenciam a hipocrisia e falso moralismo da classe média brasileira.

Nelson Rodrigues compartilhou suas ideias fixas e dilemas sobre o caráter do ser humano através de frases como “o mineiro só é solidário no câncer” ou “no Brasil quem não é canalha na véspera é no dia seguinte”, expondo a grande crise ética que permeia a sobrevivência no sistema capitalista.

Bonitinha, mas Ordinária é uma das raras peças com final feliz de Rodrigues, uma afirmação da necessidade da ética, do amor e da civilidade deste, que sempre entendeu a vida trágica, mas cheia de graça. A montagem baiana é da Kalik Produções Artítiscas, coordenada por Susan Kalik, e pode ser conferida somente de sexta a domingo, na Sala do Coro do TCA, até 24 de março.

SERVIÇO:

BONITINHA, MAS ORDINÁRIA (penúltima semana em cartaz)
Sala do Coro do Teatro Castro Alves
Sextas, sábados e domingos, sempre às 20h, até o dia 24 de março
Ingressos*: R$20 (inteira) (com meia-entrada válida para estudantes, idosos acima de 65 anos, assinantes do Clube Correio* e demais casos previstos em Lei)

Lotação: 196 lugares (acesso para cadeirantes)
Duração da peça: 80min
Classificação indicativa: 18 anos

*vendas nas bilheterias do TCA (tel: 71 3535-0600) e SACs dos shoppings Barra (71 3264-5955) e Iguatemi (71 3450-5922). Horário de atendimento: de 2a a 6a feira, das 12h às 17h30; e sábados, das 8h às 12h30.