Parada LGBT de SP abre votação popular em seu site para escolha do próximo tema

Sem categoria
1 de dezembro de 2011
por Genilson Coutinho

A organização da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo abre votação popular em seu site para eleger o tema da 16ª edição, marcada para ocorrer em junho de 2012. As três alternativas disponíveis foram compostas por sugestões de participantes recebidas via e-mail, Twitter e Facebook, através do concurso cultural#temadaparada, promovido pela APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo) e que comtempla os autores das seis melhores frases – em vez de três, como anunciado anteriormente. A votação segue até o dia 10 de dezembro.

Entre 31 de outubro e 18 de novembro, a APOGLBT recebeu cerca de 250 sugestões de tema. Este número representa um recorde de participação do público neste procedimento. “Estamos muito satisfeitos com a mobilização das pessoas. Essa foi a primeira vez que fizemos um concurso cultural e utilizamos as redes sociais, então a participação tende a ser ainda maior nos próximos anos”, avalia o presidente da APOGLBT, Fernando Quaresma.

Todas as mensagens foram analisadas pela diretoria e coordenadores da Associação. O resultado foi tão positivo que, além das três opções de temas, foi possível formular os subtemas a partir das frases enviadas. Por isso, os organizadores decidiram premiar seis pessoas, e não apenas três, com o acesso ao trio elétrico de abertura da manifestação.

Para construir os três temas e seus respectivos subtemas, a APOGLBT avaliou a tendência de assuntos abordados por todos os participantes. Diante deste critério, notou-se que o problema da homofobia continua muito presente entre as reivindicações, assim como o direito ao casamento, à adoção e o legítimo reconhecimento das famílias homoafetivas. Grande parte das sugestões também citava a necessidade de um modelo de educação inclusiva no Brasil, com referências diretas ao projeto Escola Sem Homofobia. E ainda, muitas mensagens continham um caráter afirmativo, em celebração ao Orgulho e promoção da autoestima da população LGBT.

Confira as três alternativas de tema e subtema para a 16ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo e saiba quais foram os vencedores do concurso:

Onde tem amor, tem família!

Casamento e adoção, nós também queremos!

(de Maju Doria e Carol Martins)

Manifeste sua identidade! Celebre a diversidade!

Somos o que somos e lutamos pelo que queremos!

(de Gabriel Ribeiro e Paulo Cesar Gonçalves)

Homofobia tem cura: educação e criminalização!

Preconceito e exclusão, fora de cogitação! Escola sem homofobia, já!

(de Anita Costa Prado e Luis Guilherme)

A Associação fará contato com os participantes citados acima pelo mesmo mecanismo de participação, a fim de notificar sobre a seleção e recolher alguns dados para o credenciamento. Cada selecionado poderá levar ainda um acompanhante ao trio oficial, no dia da Parada.

Vote e decida o tema da 16ª Parada

Para escolher qual das três alternativas deve ser o tema da próxima Parada, basta acessar o site da APOGLBT (www.paradasp.org.br). No lado esquerdo, abaixo do menu e do cadastro da newsletter, a votação está destacada sob o título “ENQUETE”, seguido pela pergunta “Qual deve ser o tema da Parada em 2012?”.

Os votos serão registrados até às 23h59 de 10 de dezembro e, no dia seguinte (11), a Associação divulga os resultados e qual foi a opção mais votada, portanto, a escolhida pela maioria do público para ser oficialmente o slogan da 16ª edição da Parada.

Além da manifestação, o tema vai nortear o conceito de todas as atividades do 16º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo, que inclui o 10º Ciclo de Debates, a 12ª Feira Cultural LGBT, o 12º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade e o 12º Gay Day. A frase é usada ainda na identidade visual do calendário, incluindo os materiais gráficos, como cartazes, banners e panfletos, além de camisetas, fundos de palcos, telas dos trios e eventuais produções audiovisuais.

A APOGLBT aproveita para agradecer a todas as pessoas que participaram do concurso, certa de que este foi um marco na história da Parada. A entidade estuda ainda uma forma de aproveitar as demais sugestões, possivelmente em bandeiras e outros materiais de campanha a serem distribuídos durante a manifestação, com os devidos créditos para os autores.

Para mais informações, acesse aqui