Papa será recebido com “Beijaço gay” e outras manifestações

Sem categoria
19 de julho de 2013
por Genilson Coutinho

As orações e cantos religiosos não serão unânimes durante a Jornada Mundial da Juventude, um dos maiores eventos católicos que começa semana que vem, no Rio de Janeiro. Pelo menos quatro protestos estão marcados para acontecer durante o evento: pelo direito de Estado laico, pelos direitos dos homossexuais, contra o aumento dos casos de estupros e contra a corrupção e por melhorias nos serviços públicos.

No dia da chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, na segunda-feira (22), a Associação Brasileira de Ateus e Agnosticos irá  promover um ato contra o uso de recursos públicos em eventos religiosos, em nome da lacidade. Segundo  Daniel Sottomaior, presidente da entidade,  os ateus também vão realizar uma cerimônia simbólica de desbatismo coletivo, para protestar contra a imposiçao de uma religiao às crianças.

Um grupo de jovens homossexuais vai aproveitar a ocasião para pedir igualdade de direitos, a começar pelo direito de demonstrar afeto publicamente, como os outros casais. Para isso, a alternativa escolhida foi uma manifestação conhecida como “beijaço”, em que os casais se beijam simultaneamente e em público. Um dos organizadores,  Joao Pedro Accioly comenta que a ideia havia surgido há bastante tempo. Joubert Assumpção vai participar do evento e diz que outras pautas homossexuais também virão à tona. Já Tássia Mendonça também vai à Marcha das Vadias, prevista para o dia 27. A organização feminista se manifesta contra os altos índices de estupros no Rio de Janeiro.