Papa eleito figura do ano em revista ‘gay’

Sem categoria
18 de dezembro de 2013
por Genilson Coutinho

A revista “The Advocate”, a mais antiga publicação gay dos EUA, escolheu o Papa Francisco como personalidade do ano 2013, assinalando também, dessa forma, o 77.º aniversário do sumo pontífice argentino, que hoje se cumpre.

Na capa da revista, na face de Francisco aparece a expressão ‘NO H8’ (não ao ódio, em tradução livre), numa alusão à mudança de mentalidade que o novo Papa pode ter ajudado a desencadear no interior da Igreja Católica.

Apesar do Papa ser contra a união entre pessoas do mesmo sexo, a revista prefere realçar a importante mudança no discurso anti-gay que até à sucessão de Bento XVI vingava no Vaticano, lembrando uma frase proferida pelo chefe da Igreja Católica durante a recente viagem ao Brasil: “Se uma pessoa é gay e procura Deus de boa vontade, quem sou eu para a julgar”?

Nessa altura, o Vaticano fez questão de ressalvar que as palavras do Papa não se traduziam numa mudança dos ensinamentos da Igreja: as tendências homossexuais não são pecado, apenas os atos o são.

Mas para a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), é a última parte da pergunta que realmente marca a diferença de discurso de Francisco para Bento XVI: “Quem sou eu para julgar”?

Como líder de 1,2 mil milhões de católicos em todo o mundo, a “The Advocate” considera importante a alteração de posições, acreditando que a frase pode, por si só, ajudar na mudança de mentalidades de uma parte considerável de “seguidores”.

“Ninguém deve subestimar a capacidade de um Papa para convencer corações e mentes a serem abertos às pessoas LGBT”, assinala a revista.

Recorde-se que a revista “Time” já havia considerado o Papa Francisco como a personalidade do ano em 2013, uma distinção que se tem repetido em muitas eleições idênticas neste final do ano.

DA ExpressoXL