Os números da violência contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais em 2012

Sem categoria
11 de dezembro de 2012
por Genilson Coutinho

Um balanço divulgado na última segunda-feira (10) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República aponta que o número de denúncias de violações aos direitos humanos aumentou 77% em 2012 em relação ao mesmo período de 2011. Os dados do Disque 100 mostram que de janeiro a novembro deste ano foram feitas 155.336 denúncias contra  87.764 realizadas em 2011.

Em 2012, foram registradas 7.527 denúncias contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. A informação é da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em um balanço sobre violação de direitos humanos divulgado nesta segunda-feira, 10 de dezembro.

Dados do Disque Direitos Humanos, o Disque 100, mostram que de janeiro a novembro deste ano foram feitas 7.527 denúncias contra 2.537 realizadas em 2011 de casos de homofobia. A pesquisa mostrou um aumento de 197%, número que só não é maior do que as violações contra idosos entre as categorias pesquisadas.

Na população LGBT, a violência psicológica responde por 93,2% das denúncias. Em seguida aparecem discriminação (82,7%) e violência física (36,2%). As denúncias são encaminhadas principalmente para os gestores de política LGBT, os centros de referência no combate à homofobia, os serviços de segurança pública e a defensoria pública. Os homens são as maiores vítimas (79%), que se concentram na faixa etária entre 18 e 24 anos. A maioria das vítimas é homossexual ou bissexual, mas houve até mesmo 2% de heterossexuais vítimas de homofobia.

Segundo a  ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o aumento nos números ocorreu porque a população percebeu que o serviço é confiável. “Se a população não percebesse que há resultados e que a rede de acolhimento e de encaminhamento está melhorando, não continuaria denunciando por meio do serviço”, explicou.