ONU escolhe relator para investigar violações contra homossexuais

Comportamento, Social
3 de outubro de 2016
por Genilson Coutinho

Vitit Muntarbhorn era um dos membros da Comissão de Inquérito para os Crimes na Síria e já atuou em investigações na Coreia do Norte

A Organização das Nações Unidas (ONU) agora tem um relator que investigará as violações sofridas por homossexuais ao redor do mundo.

Para o cargo, foi escolhido o tailandês Vitit Muntarbhorn. Ele monitorará violações e denunciará discriminações homofóbicas.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a notícia foi comemorada por ativistas, mas o relator esbarrará em artimanhas dos governos. A Rússia disse ser desperdício de dinheiro, por exemplo. O país é um dos que mais discriminam homossexuais.

China e países africanos e muçulmanos também não receberam bem este novo cargo criado pela ONU. Para o Paquistão, a resolução “promove certas noções, conceitos e estilos de vida em que não existe consenso”.

O embaixador da Arábia Saudita, Faisal Trad, disse ser uma imposição de ideias. “Não vamos aceitar leis feitas pelo homem contra leis divinas’, disse.