Ônibus de São Paulo exibirão vídeo sobre a visibilidade lésbica

Sem categoria
22 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

Cerca de dois mil ônibus do transporte coletivo da cidade de São Paulo,
exibirão por uma semana, entre os dias 24 e 31 de agosto, um vídeo
institucional alusivo ao Dia da Visibilidade Lésbica. A ação é fruto de
parceria entre a Coordenação de Políticas LGBT, da Secretaria Municipal de
Direitos Humanos e Cidadania e da SPTrans, da Prefeitura de São Paulo.

Parte das atividades promovidas no mês de agosto pela Coordenação de
Políticas LGBT, o vídeo foi produzido com a participação de ativistas da
cidade de São Paulo e traz mensagens de respeito à diversidade e aceitação
da pluralidade. A iniciativa remete ao dia 29 de agosto, Dia Nacional da
Visibilidade Lésbica. A ideia de se usar o termo “visibilidade” objetiva
colocar em cena questões pertinentes a mulheres lésbicas e bissexuais, para
que elas sejam reconhecidas na vida social como sujeitos de direitos, como
cidadãs.

O diretor de Marketing da SPTrans, Mauro Scarpinatti, diz que a ação faz
parte do compromisso social da autarquia. A 17ª Parada do Orgulho LGBT do
município, realizada em 2 de junho, foi tema de uma edição semanal do
Jornal do Ônibus, que circula em cerca de 15 mil veículos, resultado da
mesma parceria.

O Coordenador de Políticas LGBT da Prefeitura, Julian Rodrigues, afirma que
essa é uma forma de ampliar o potencial de defesa da cidadania, a partir do
cotidiano das pessoas. “É uma iniciativa que tem toda a relação com o
objetivo principal do Dia da Visibilidade Lésbica; queremos levar ao
cidadão paulistano uma mensagem de respeito à diversidade. Realizar ações
de promoção da cidadania de mulheres lésbicas, bissexuais, travestis e
transexuais é prioridade da nossa gestão na Coordenação de Políticas LGBT
da Prefeitura de São Paulo”.

Também no sábado, 24 de agosto, será realizado o Encontro Municipal de
Mulheres Lésbicas e Bissexuais. Será no Hotel Braston, rua Augusta, nº 237.
Laicidade do Estado, direitos sexuais e reprodutivos, violência e políticas
de educação estão entre os temas que serão debatidos.

Assista  aqui