Observatório reafirma sua importância no Carnaval

Sem categoria
4 de março de 2014
por Genilson Coutinho

Parceiros de órgãos estaduais e municipais, além da iniciativa privada, fazem parte da estrutura do Observatório da Discriminação Racial e LGBT, Violência contra Mulher e Exploração Sexual da Criança e Adolescente, programa coordenado pela Secretaria Municipal da Reparação.

Para Monica Kalile, o Observatório se “configura numa ampliação das políticas para as mulheres. A partir do momento que temos um diagnóstico claro e profissional nossos serviços podem ser ampliados, por exemplo, pela primeira vez a Prefeitura de Salvador está acolhendo toda e qualquer vítima de violência doméstica, familiar ou de gênero, no circuito ou fora dele, mesmo que não tem nenhuma relação afetiva entre a agredida e o agressor”, declara a superintendente de política para as mulheres.

Ressalta a vice prefeita Célia Sacramento em entrevista que “o Observatório é fundamental, pois é o momento que conseguimos metodologicamente identificar as questões relacionadas a todas as formas de discriminação. Isso é viabilizar a igualdade racial”.

O Observatório tem como objetivo mapear e registrar dados relativos a gênero, raça e orientação/identidade sexual, bem como, exploração sexual da criança e adolescente durante o carnaval. Estes indicadores irão permitir a implantação de políticas públicas para promoção da igualdade racial e valorização da diversidade na cidade de Salvador.

São estes os parceiros da 9ª edição: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Conselho Municipal das Comunidades Negras (CMCN), Ministério Público do Estado da Bahia, Delegacia Especial de Atendimento a Mulher, Fórum Baiano LGBT, Correio Nagô, Defensoria Pública, Grupo Gay da Bahia (GGB), Site Dois Terços, UNICEF, UNFPA, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI), Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Secretaria de Políticas para as Mulheres, Secretaria Municipal da Saúde, Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Superintendência de Políticas para as Mulheres, Núcleo de Religiões de Matrizes Africanas da Polícia Militar da Bahia (NAFRO/PM), Shopping Center Lapa, Shopping Center Piedade, Shopping Center Barra, Salvador Shopping, Salvador Norte Shopping, Salvador Card, Faculdade Dom Pedro II.