Novos tratamentos para hepatite C serão disponibilizados no Sistema Único de Saúde (SUS) em agosto

Comportamento, Social
11 de julho de 2015
por Genilson Coutinho

tratamento

Nos próximos meses (previsão para agosto deste ano), as novas propostas terapêuticas da Hepatite C que revolucionaram o tratamento não só na sua eficácia, como também na possibilidade de acesso, serão disponibilizados no Sistema Único de Saúde (SUS). São medicamentos utilizados por via oral e com chance de cura entre 95% e 100% dos pacientes.

Considerada uma das maiores endemias mundiais da atualidade, a doença acomete cerca de 180 milhões de indivíduos em todo o mundo, sendo que dois milhões deles estão no Brasil. A doença é responsável hoje por cerca de 50% das indicações de transplantes de fígado, como também até 70% dos casos de câncer de fígado no país.

“Trata-se de um tratamento muito caro e por isso estamos comemorando a chegada na rede pública. Para o SUS, estima-se em US$ 10 mil por paciente. Na rede privada pode chegar a US$ 70 mil. Além disso, sua utilização é completamente por via oral e só por 12 semanas ao invés de 48 semanas como era anteriormente. A chance de sucesso elevou muito. Outro ganho que teremos é para os pacientes que antes não poderiam ser tratados porque não conseguiam tolerar os efeitos adversos dos medicamentos, e que agora passarão a ter chances reais de cura. É o caso dos pacientes cirróticos, dos que tem doença renal crônica, dos transplantados, dos que têm anemia falciforme, entre outras doenças”, explica o médico hepatologista Dr. Raymundo Paraná, coordenador do Simpósio Hepatologia do Milênio 2015.

A discussão sobre os novos tratamentos da Hepatite C está entre os principais temas do evento. Em sua 18ª edição, o simpósio reunirá mais de mil profissionais de diversas unidades da Federação, além de países latino-americanos, Angola e Portugal.

Hepatologia do Milênio 2015

O Simpósio, que acontece no Bahia Othon Palace Hotel entre os dias 22 e 24 de julho, terá ainda 12 convidados estrangeiros e 60 brasileiros, profissionais que são líderes científicos dos maiores centros de referência em hepatologia no país e no mundo. As inscrições poderão ser feitas no local do congresso a partir das 7h do dia 22 de julho de 2015.

A discussão sobre o tratamento com os novos medicamentos estará presente no segundo (23) e terceiro (24) dias do Simpósio.

O Hepatologia do Milênio é um evento realizado há 18 anos na capital baiana com foco no treinamento multidisciplinar para acompanhamento das doenças do fígado. “Temos poucos profissionais (hepatologistas) para atendimento de pacientes portadores de doenças de fígado no Brasil, o que contrasta com os mais de 15 milhões de brasileiros acometidos com uma dessas enfermidades. Isso nos leva a necessidade de treinar profissionais de outras especialidades – gastroenterologistas, infectologistas e clínicos – para que supram estas lacunas nas doenças hepáticas mais leves”, pontua Dr. Raymundo Paraná.

 

 

Serviço

Hepatologia do Milênio 2015

Quando: de 22 a 24 de julho

Onde: Bahia Othon Palace Hotel, Salvador – Bahia

Horário: das 7h às 19h

Mais informações e a programação completa do evento estão no site:

http://www.hepatologiadomilenio.com.br/