Nova etapa do Corre LGBT tem aulas de orientação pedagógica para o Encceja 2019

Notícias
10 de junho de 2019
por Genilson Coutinho
Lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais poderão participar de aulas de orientação pedagógica voltadas para a edição de 2019 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), a partir da próxima segunda-feira, 10, das 14 horas às 17 horas, no Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT (CPDD-LGBT) da Bahia, localizado no Casarão da Diversidade, no Pelourinho.
A iniciativa é uma das etapas do projeto Corre LGBT, uma parceria das secretarias estaduais de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), de Educação (SEC) e SineBahia, com apoio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Sempre) e das organizações Mães Arco-Íris, Desabafo Social e Wakanda Warriors, cujo objetivo é promover a inserção sócio-educativa da população LGBT no mercado de trabalho.
“É preciso ressaltar a importância do Corre LGBT em atuar pela inclusão da população LGBT no mundo do trabalho e em espaços que historicamente nos são negados”, afirma a educadora social e redutora de danos do CPDD-LGBT, Thifany Odara. Ela também ressalta que as propostas de empregabilidade do serviço através do projeto consistem na formação educacional, pessoal e profissional de jovens LGBT, intersexuais e não-binários.
As pessoas assistidas pelo Corre LGBT e pelo CPDD-LGBT foram incentivadas a realizar suas inscrições no Encceja 2019. As aulas de orientação pedagógica acontecerão todas segundas-feiras, no Casarão da Diversidade, sempre a partir das 14 horas, até o dia 18 de agosto, e são abertas a todo público LGBT. Elas acontecerão em parceria com professores de outras instituições, como o Instituto Steve Biko.
Outras etapas do Corre LGBT têm sido realizadas, a exemplo das aulas sobre empreendedorismo orientadas pelo Wakanda Warriors, todos os sábados, às 9 horas, também no Casarão. O grupo Mães do Arco-Íris também já realizou aulas de coach para participantes do projeto.
Barreiras na educação
Para a construção do projeto, o Corre LGBT justifica o processo de expulsão compulsória da população LGBT dos ambientes educacionais como um dos fatores cruciais para a dificuldade de inserção da população LGBT no mundo do trabalho. Essa falta da qualificação educacional se torna uma barreira para o ingresso de muitos LGBTs. De acordo com a Rede Nacional de Pessoas Trans do Brasil (RedeTrans), 82% das mulheres transexuais e travestis abandonam o Ensino Médio por causa da discriminação na escola e, em muitos casos, pela falta de apoio da família.
Casarão da Diversidade
O Casarão da Diversidade é um espaço da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) e está localizado na Rua do Tijolo, nº 08, Pelourinho, em Salvador. Mais informações pelos telefones (71) 3116-6844 ou (71) 3321-4576.