Ney Matogrosso: “As pessoas estão agindo como se a aids não existisse”

Sem categoria
10 de dezembro de 2013
por Genilson Coutinho

Ney Matogrosso não passou incólume a aids. Apesar de não ter contraído o vírus, o cantor perdeu inúmeros amigos no auge da epidemia, nos anos 1980, passou a só transar com preservativo, e não entende como hoje, quando a doença ainda não tem cura, muitas pessoas continuam se comportando sexualmente como se o vírus não fosse uma ameaça.

“As pessoas estão lidando como se não existisse o vírus no mundo. Sabe-se que tem tratamento, mas acho uma loucura optar por ter uma doença a não contrair o vírus, arriscar-se a ficar doente e não optar por se precaver. Quando conto minha história, na época não tinha a ameaça, ninguém usava camisinha, era só para quem não queria ter filho”, contou o artista ao portal “iG”.

“Quando fiz o teste e vi que não tinha sido contaminado, nunca mais parei com a camisinha. As pessoas sabem que a doença continua a existir, mas fazem questão de ignorar. Nós (referindo-se à geração sexualmente ativa nos anos 1980) vimos nossos amigos mortos em um ano com a doença, sem alternativa. Agora ninguém vê isso acontecer, acho que por esse motivo não consideram tanto”, lamenta o ícone da MPB.

Assista ao novo trabalho do cantor