New Queer Cinema debate sexualidade e política na Caixa Cultural Salvador

Comportamento, Social
26 de agosto de 2015
por Genilson Coutinho
Na estreia o cineasta canadense Bruce LaBruce virá para um bate-papo após a exibição do seu filme No Skin Off My Ass (Foto: Reprodução)

Na estreia o cineasta canadense Bruce LaBruce virá para um bate-papo após a exibição do seu filme No Skin Off My Ass (Foto: Reprodução)

A CAIXA Cultural Salvador apresenta, de 2 a 12 de setembro, a mostra “New Queer Cinema – Cinema, Sexualidade e Política”. Serão exibidos 23 filmes de língua inglesa produzidos entre 1980 a 1990 sobre formasalternativas de sexualidade, além de quatro títulos nacionais lançados entre 2013 e 2014. A programação reúne 14 longas, quatro médias e nove curtas metragens, dois debates e um bate-papo com o cineasta canadense Bruce LaBruce, na abertura da mostra, após a exibição do seu filme “No Skin Off My Ass”.
Os ingressos custam R$ 4 para o público em geral. Correntistas da CAIXA que utilizarem o cartão de débito do banco pagam o equivalente à meia-entrada: R$ 2. O cartão Vale-Cultura também é aceito. Cada sessão terá capacidade para 80 espectadores e pode ter mais de um filme exibido – um longa e um curta, ou dois médias metragens, por exemplo.
O termo “New Queer Cinema” surgiu no fim da década de 1980 para classificar filmes de uma nova geração decineastas norte-americanos e britânicos que desafiava as normas politicamente corretas com as quais Hollywoode a televisão norte-americana tratavam os homossexuais. As produções eram uma tentativa de se criar discussões sobre assimilação e tolerância de gêneros pela mídia e pela sociedade.
Com curadoria de Denilson Lopes e Mateus Nagime, a mostra “New Queer Cinema” reúne alguns filmes raros – especialmente curtas seminais da época –, que não tiveram sessões públicas no País. “O objetivo do projeto é reavaliar esse intervalo de 25 anos, a relevância e o impacto do “New Queer Cinema” e o que ele representa na sociedade contemporânea com novos debates e questões”, explica Nagime. Todos os filmes serão exibidos em tela de 150 polegadas e as obras estrangeiras serão legendadas.

Debates e livro:

O assunto irá além das telas, com a realização de dois debates: “Corpo e Política”, dia 3 de setembro, às 19h, com mediação de Mateus Nagime; e “Como Definir o Queer no Brasil?”, dia 8 de setembro, às 19h, com mediação de Denilson Lopes.
Durante a mostra será lançado um livro-catálogo sobre “New Queer Cinema” e seus antecedentes cinematográficos, políticos e acadêmicos. O impresso contempla traduções de textos relevantes sobre o tema, fotos, sinopses e fichas técnicas dos filmes selecionados, além de artigos inéditos de pesquisadores, críticos e artistas que trabalham com questões relacionadas a cinema e sexualidade.
“Rever esses filmes é pensar como a questão das dissidências sexuais pode se colocar além das hétero e homonormatividades, ou seja, para além de padrões aceitáveis de sexualidades e afetos, tanto entre heterossexuais, quanto homossexuais”, afirma Denilson Lopes.
Queer Cinema:
Na virada dos anos 1980 para os anos 1990, os jovens cineastas independentes estavam revoltados com a faltade ações políticas do governo diante da crise da AIDS. Com a proposta de transgredir os padrões e desafiar a lei e a historiografia da época, nascia o movimento “New Queer Cinema”, termo criado pela crítica e feminista americana B. Ruby Rich, segundo o qual cineastas valorizavam personagens e histórias com formas alternativasde sexualidade.
Os filmes produzidos durante esse período foram revelados nos principais festivais de cinema, com recepção calorosa no circuito, e ainda hoje repercutem, influenciando a produção cinematográfica, inclusive a brasileira.

Programação:

Confira a programação .
Serviço:
Mostra de cinema: “New Queer Cinema – Cinema, Sexualidade e Política”
Período: de 2 a 12 de setembro de 2015
Horário: Consultar programação
Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador (BA)
Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia-entrada e correntistas que pagarem com cartão de débito da CAIXA). Vendas a partir das 9h do dia de cada sessão. A compra pode ser feita com o cartão Vale-Cultura.
* Os acessos para a abertura oficial do evento com o filme e bate-papo com o cineasta (Bruce LaBruce) serão distribuídos a partir das 18h do dia 02/10, quarta feira.
Informações: (71) 3421-4200
Classificação indicativa: consultar programação
Capacidade: 80 espectadores