Natura Musical : Teago Oliveira apresenta concerto de seu disco “Boa Sorte”

Música, No Circuito
30 de setembro de 2019
por Genilson Coutinho


Boa Sorte é o nome do primeiro disco de Teago Oliveira, vocalista e guitarrista da Maglore, lançado no último dia 17, em parceria com a Natura Musical e distribuição da gravadora Deck. A estreia ao vivo, com o repertório do álbum sendo tocado na íntegra, acontece em Salvador, no dia 3 de outubro, quinta-feira, às 20 horas, na sala de coro do Teatro Castro Alves. O teatro tem lotação de 176 pessoas e os ingressos já estão sendo vendidos por meio do site Ingresso Rápido. “As músicas são mais calmas e o show terá uma atmosfera mais contemplativa”, conta Teago.

Além das 11 faixas inéditas que compõem o disco, Teago apresentará algumas canções de sua autoria que foram regravadas por outros músicos. Sua carreira como artista solo aparece no momento em que seu nome é destaque entre a música contemporânea brasileira. Recentemente, “Motor”, composta por ele e lançada originalmente pela Maglore no disco Vamos pra Rua (2013), foi interpretada tanto por Gal Costa quanto por Pitty, e é faixa seu álbum Matriz (Deck/2019), além de “Não Existe Saudade no Cosmos”, canção inédita gravada por Erasmo Carlos e escolhida como single de seu disco Amor é Isso (2018).

O show será intercalado entre momentos solitários, em que apenas seu violão de casa e sua guitarra Snake dos anos 1960 acompanharão sua voz. Em outras partes, terá baixo, percussão e programações eletrônicas sendo executadas por dois músicos de apoio. Para compor a atmosfera acolhedora, a iluminação cênica será mais parada, com pouco movimento de luz, predominando os tons quentes de uma paleta de cores bem definida. Na cenografia, serão utilizadas caixas brancas espalhadas pelo palco do espaço, que foi reinaugurado em julho de 2018.

“Será meu primeiro show solo em Salvador, que é a minha cidade, onde cresci e me formei como gente. Tenho uma relação muito boa com o público de lá, que passa a ser uma relação de amizade, sempre em um clima amistoso, pelo fato das pessoas me conhecerem há muito tempo como alguém da cena musical. Rola um frio na barriga por ser algo completamente novo para mim. Eu nunca fiz um show solo na minha vida. Estou com uma expectativa boa, de que uma energia massa será trocada”, acredita Teago.

Em seu disco Boa Sorte, Teago envolve suas composições em elementos que criam uma paisagem sonora antiga, como mellotron, cordas e tambores. Busca por uma estética mais percussiva e experimenta texturas que fogem de uma formação convencional de bandas com guitarra, baixo e bateria. Os arranjos, em sua maioria, foram nascendo no momento da gravação, sem passar por etapa de pré-produção, assim como algumas vozes guias, que acabaram entrando na versão final. Produzido por Leonardo Marques (III e Todas as Bandeiras), na Ilha do Corvo, em Belo Horizonte, Teago foi à Minas Gerais dar cor ao seu lado mais cancionista. A mixagem e masterização são de Gui Jesus (selo RISCO).

O projeto do disco “Boa Sorte” foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018 e do Estado da Bahia, através do programa Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. “Natura Musical foi criado para valorizar a diversidade e identidade da música brasileira”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “Desde 2012, o edital já ofereceu recursos para 38 projetos na Bahia, como Russo Passapusso, Lucas Santtana, OQuadro, Ederaldo Gentil e, agora, o Teago Oliveira”, completa.

Teago apresenta concerto “Boa Sorte” em Salvador
Data: Quinta-feira, 3 de outubro de 2019
Horário: 20h
Ingressos: Meia R$20 | Inteira R$40 | bit.ly/IngressosTeagoOliveiraTCA
Evento: bit.ly/ShowBoaSorteTCA

Sinopse do show:

Teago Oliveira estreia seu inédito concerto, do disco “Boa Sorte”, em Salvador, na sala de coro do Teatro Castro Alves. O show está marcado para quinta-feira, 3 de outubro. No encontro de sua voz e apenas uma guitarra ou violão, o compositor baiano mostra de forma minimalista, e intensa, a grandeza de suas canções. Intercalando a momentos com baixo, percussão e programações eletrônicas. No repertório também estão músicas de sua autoria regravadas por artistas da música brasileira. O projeto tem patrocínio da Natura Musical e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

Capa Boa Sorte

Créditos da capa

Foto de Azevedo Lobo

Foto de divulgação e capa
bit.ly/2L6D3J9

Disco “Boa Sorte”
TeagoOliveira.lnk.to/BoaSorte

Videoclipe “Bora”

youtu.be/OVKcGv2EEqo

Videoclipe “Corações em Fúria (Meu amigo Belchior)”

youtu.be/lB2SHGlqqik

Redes Sociais

Instagram

Facebook

Sobre Natura Musical

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do país e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2018, o edital do programa selecionou 50 projetos em todo o Brasil, entre artistas, bandas e coletivos, e estabeleceu parcerias com 10 festivais independentes de Norte a Sul do país. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 100 shows para adultos e crianças ao longo de 2018.