Natura Musical apresenta “Acervo Ederaldo Gentil” no TCA com participação de BaianaSystem, Larissa Luz, Zé Manoel e Josyara

Música, No Circuito
13 de março de 2018
por Genilson Coutinho

Crédito: Agência A TARDE

O projeto Acervo Ederaldo Gentil (Natura Musical) apresenta no próximo dia 20 de março, às 20h, no Teatro Castro Alves, um show tributo à obra do músico baiano, falecido em 2012, autor de clássicos como “O Ouro e a Madeira”, “Rose”, “De Menor”, “Luandê”, entre muitas outras pérolas finas do seu repertório.

 A apresentação contará com a participação de artistas da nova música baiana e brasileira interpretando as canções de Ederaldo: a banda BaianaSystem, o cantor Zé Manoel, além das cantoras Larissa Luz e Josyara. Os ingressos para o show custam R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira) e estão à venda na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou no site da Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br).

 “A escolha da grade deste tributo tem duas coisas interessantes: primeiro que se trata de três artistas da nova geração baiana, e essa revelação da música pernambucana que é o Zé Manoel. A ideia é justamente fazer com que as músicas de Ederaldo, que são muito atuais, ganhem voz nesses grupos e artistas contemporâneos. A obra de Ederaldo merece ser mais conhecida pela turma que curte a nova música brasileira, para saberem que as músicas de Ederaldo são atemporais. Ederaldo, além de ser um mestre do samba, ele é, acima de tudo, um mestre da música. E as músicas dele se comportam em qualquer formato. Além disso, me orgulha bastante que todo o tributo esteja formado por cantores negros”, explica o músico e sobrinho de Ederaldo, Luisão Pereira, que também é o coordenador geral e diretor artístico do show e do Acervo Ederaldo Gentil.

 Luisão também irá comandar a banda de apoio que fará parte da apresentação, que conta com os músicos Ênio Nogueira (violão, cavaquinho e guitarra), Aline Falcão (teclados), Ícaro Sá (percussão) e Luisinho do Gêge (percussão), além do próprio Luisão Pereira (contrabaixo e sintetizadores).

 O show no TCA faz parte de uma série de ações do Acervo Ederaldo Gentil, projeto com patrocínio do Natura Musical e do Fazcultura do governo da Bahia, que além desta apresentação especial no dia 20 conta com um site (ederaldogentil.com.br) destinado a música e a vida do artista, com toda sua obra disponível para audição, além de muitos materiais sobre a carreira de Ederaldo. O Acervo Ederaldo Gentil ainda registrou, de forma inédita no formato CD, um box com os três álbuns lançados por Ederaldo em vida, além de contar com um disco de raridades, com canções não lançadas em seus álbuns e também faixas inéditas. “O Natura Musical foi criado para valorizar a diversidade e identidade da música brasileira, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “Desde 2012, o edital Bahia já contemplou grandes nomes como Russo Passapusso, Larissa Luz e Lucas Santtana. É uma verdadeira honra acompanhar as apresentações desse tributo tão importante para a cena baiana que é o ‘Acervo Ederaldo Gentil'”, complementa.