“Não é natural ser viado”, diz Gilberto Barros

Comportamento, Social
2 de outubro de 2017
por Genilson Coutinho

O apresentador Gilberto Barros distribuiu ódio e preconceito durante  entrevista ao canal do YouTube ‘Não Ouvo’.

Para o apresentador, que está afastado da TV desde 2015, LGBT não são normais e criticou o que ele chamou de “desculpa” para falar sobre a liberdade do outro.

“Hoje em dia, com essa desculpa de liberdade, a minoria está vencendo a maioria brasileira, o que é uma hecatombe”, afirmou, segundo informações do jornal O Globo.

“O poste faz xixi no cachorro. A banana come o macaco. A gente está achando que é natural ser veado ou sapato. O respeito à homossexualidade deve ser absoluto. Agora, não venham me dizer que tenho que pensar diferente, pois a liberdade que tenho é de pensamento e expressão. Tenho grandes amigos homossexuais, mas eles sabem que não acho normal ser homossexual”, continua.

Ainda segundo Barros, “a homofobia tem que ser combatida”, mas reitera que seu posicionamento, ao afirmar que a homossexualidade “não é normal”, não configura homofobia. “Pelo contrário, estou defendendo os homossexuais aqui”, disse ele.

“Minhas amigas lésbicas sabem que as defenderei até debaixo da água! Mas não me obriguem a achar normal. Homem é homem. Mulher é mulher”, encerrou ele  .