Musical Éramos Gay vai receber Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade em São Paulo

Sem categoria
25 de abril de 2013
por Genilson Coutinho


O espetáculo Éramos Gays dirigido pelo diretor norte-americano Adrian Steinway, escrito por Aninha Franco com direção musical de Geronimo Santana e coreografia de Jim Cooney, um dos coreógrafos oficiais do musical ‘Glee’ e famoso por seu trabalho na Broadway, irá receber no dia 3 de maio, em São Paulo, o troféu da 13ª edição do prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade concedido pela Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT) a personalidades e instituições ,que se dedicaram através de suas ações para contribuir em prol da causa LGBT no Brasil.
No elenco, um time de jovens formados por Jorge D’Santos, Amaury Oliveira, Felipe Velozo, Mário Bezerra, João Paulo e Daniel Rabello que estão felizes com essa conquista do primeiro musical produzido na Bahia.

Segundo Aninha Franco, esse prêmio é muito importante para todos que produz arte nessa cidade. “Recebi uma ligação da organização da Parada Gay de São Paulo com essa fantástica noticia na manhã desta quarta-feira (24). Estarei lá junto com Geronimo e Adrian para receber ao lado de grandes nomes da luta em prol dos LGBT do Brasil”, disse Aninha Franco.
A relação completa será divulgado nesta quinta-feira (25) pela organização do prêmio que promete uma super festa para celebrar a luta pelos direito LGBT no Brasil.
Sobre o prêmio
O Prêmio é composto por quatro categorias, que se dividem em outras 19 subcategorias. São elas: Político-social (Ação Política, ONG, Direitos Civis, Educação, Esporte, Trabalho e Saúde); Cultura e Entretenimento (Ação Cultural, Artes Cênicas, Literatura, Cinema Ficcional, Documentário e TV); Mídia (Imprensa, Publicidade e Internet); e Especial (Internacional, Memória e Homenagem).
Reconhecimento e estímulo

Realizado anualmente pela APOGLBT desde 2001, o Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade surge simultaneamente com outras duas atividades, o Gay Day e a Feira Cultural LGBT, que, somando à Parada, culminam com a oficialização do calendário do Mês do Orgulho LGBT de São Paulo.

O voto
A APOGLBT ressalta que a indicação não tem validade de voto, ou seja, a diretoria da entidade levará em conta a relevância do indicado e não a quantidade de indicações recebidas. Cabe também apenas à diretoria da Associação analisar todas as sugestões e decidir pela prerrogativa.
Troféu
O design do troféu utilizado desde a primeira edição – no formato de uma mão em sinal de positivo, referência à logomarca da APOGLBT – foi criado e doado para Associação pelo designer e arquiteto Duílio Ferronato.
A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá no próximo dia 3 de maio a partir das 19h no Theatro São Pedro( R: Barra Funda, 181 – Barra Funda, São Paulo) com entrada franca.

Musical Éramos Gays encerra temporada em Salvador