Musical adaptado de Shakespeare estreia no aniversário de Salvador

No Circuito, Teatro
28 de março de 2019
por Genilson Coutinho
Após seis meses de palestras, mesas redondas, ensaios, entre outros preparativos, finalmente chega o momento da estreia de Sonho de Uma Noite de Verão na Bahia, musical produzido no âmbito da Fábrica de Musicais – edital da Fundação Gregório de Mattos (FGM) que contemplou o Coletivo 4. A Prefeitura, ao lado do renomado diretor João Falcão, lança a montagem no Teatro Gregório de Mattos nesta sexta-feira (29), às 19h. Mais um presente para o aniversário de Salvador.
Para Falcão, diretor de espetáculos premiados como Gonzagão – A Lenda e Gabriela – Um Musical de Jorge Amado, a iniciativa deve ser vista como um exemplo para as prefeituras de todo o Brasil. “Acho muito importante. Se tivesse em outros lugares, seria maravilhoso. Essa é uma experiência rara. Essa montagem atingiu muitas pessoas, criou um movimento de pessoas em torno da gente”, afirmou.
A comédia musical é uma adaptação de William Shakespeare, a partir do livro Sonho de Uma Noite de Verão, de Adriana Falcão. Metade do elenco é composta por membros do Coletivo 4, enquanto o resto dos atores foram convocados, após participarem das oficinas. “Eles (Coletivo 4) são muito dispostos, interessados. São ‘bichos do teatro’ mesmo, sabe? Isso é muito bom. Nos entendemos muito bem”.
Por sinal, João Falcão teve uma tarefa difícil para escolher quais candidatos integrariam a montagem. Segundo ele, as cerca de 700 pessoas que passaram pelas oficinas são talentosas e interessadas no projeto. “Tem uma pessoa que não era de teatro, mas era de circo. Teve os novatos, mas também os veteranos. Foi essa diversidade que me interessou”, comentou.
Trilha – A trilha sonora da montagem é composta por mais de 20 clássicos da axé music, samba reggae, ijexá, pagode e outros gêneros. No repertório estão presentes canções clássicas na voz de artistas como Caetano Veloso, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Margareth Menezes e Ricardo Chaves.
O elenco é acompanhado pelos multi-instrumentistas Carlos Boca, Chocoshow Yuri, Citnes Dias, Felipe Guedes e Nino Bezerra. A direção musical é assinada por Yacoce Simões, arranjador e maestro com 30 anos de experiência. “Temos também algumas músicas que foram ressignificadas, com diferentes e arranjos e tal. Tudo dentro do contexto da cena”, explica João Falcão.
O musical – No enredo, os reis Titânia e Oberon (Ana Mametto/ Rafael Medrado), o debochado duende Puck (Jarbas Oliver) e quatro fadas (Igor Epifânio, Lara Böker, Rafa Souza e Yanna Vaz) partem do Olimpo em direção à Terra, para investigar se gente realmente existe. Eles desembarcam em pleno Carnaval de Salvador. Lá,  conhecem Teseu (Luiz Pepeu), político e empresário do entretenimento, noivo de Hipólita (Marília Castro), uma jovem falida financeiramente. Ali também aparece Hérmia (Viviane Pitaya), cantora de axé, que rejeita as investidas do candidato a deputado Demétrio (Alexandre Moreira), e planeja fugir com Lisandro (Ana Barroso), jovem herdeiro de uma fortuna por quem Helena (Fernanda Beltrão) está enamorada.
Na tentativa de compreender o comportamento caótico dos mortais, os seres mágicos acabam se contagiando com a folia e dão inicio a uma série de confusões de encontros amorosos e paixões desencontradas. Completam o elenco: Daniel Farias (William Shakespeare), Fernanda Paquelet (Dona Biu) e Genário Neto (Bobina).
A estreia, no aniversário de Salvador, será aberta apenas para imprensa e convidados. Porém, o musical fica em cartaz numa curta temporada, até 28 de abril, de quinta a domingo, às 19h. Há opções vespertinas, nos dias 30 de março, 6, 13 e 20 de abril, além do dia 28, num domingo, sempre às 16h.
Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada), mediante apresentação de documento oficial com foto. As compras podem ser feitas no www. sympla. com. br/ sonhonabahia, ou na bilheteria do teatro, que funciona nos dias de espetáculo duas horas antes da apresentação. Telefone: (71) 3202-7888.