Museu da Diversidade recebe exposição fotográfica LGBT de diversos artistas nacionais

Notícias
15 de julho de 2015
por Genilson Coutinho

Um Olhar de Marte02

O Museu da Diversidade Sexual, iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com a Organização Social Diversa Arte e Cultura, convida o público a visitar a 1ª Mostra Diversa – Expressões de gêneros, identidades e orientações. Ela estará aberta à visitação de 17 de Julho a 30 de Novembro de 2015, na Estação República do Metrô, Piso Mezanino, loja 518 – onde o museu é localizado
O objetivo da mostra é apresentar um panorama contemporâneo de projetos culturais inovadores com temas relacionados às identidades de gênero e às orientações sexuais. Novos artistas, novas propostas e diferentes expressões culturais compõem a exposição que, além da temporada no MDS, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, cumprirá uma agenda de itinerância por diversos municípios do interior e litoral de São Paulo.

A mostra conta com nove projetos de artistas de todo o Brasil, que trazem visões derivadas de vivências distintas e abordam de maneira profunda as questões de gênero, a luta contra o preconceito e a busca pela visibilidade LGBT. Os artistas captam todas as nuances da diversidade sexual, desde a sensibilidade de um casal homossexual em seu cotidiano – na exposição “Um Olhar de Marte” – até o resgate da clássica pin-up em fotografias com modelos trans – no projeto “Geni – Um ensaio fotográfico com corpos transitados”.

Doces Barbas Concepção: Denny Azevedo e Ricardo Don Direção de arte: Ricardo Don  Fotografia: Alisson Louback

Doces Barbas
Concepção: Denny Azevedo e Ricardo Don
Direção de arte: Ricardo Don
Fotografia: Alisson Louback

Os artistas também convidam o público a questionar os conceitos de “masculino” e “feminino” em fotografias que fogem dos padrões cotidianos – como no projeto “Doces Barbas”, que exibe fotografias de homens barbados com maquiagens femininas, ancestrais e elementos de adorno de varias etnias e cores. No “Genders Brasil”, que tem ganhado destaque nas redes sociais com a publicação de ensaios fotográficos, as diferentes expressões de gênero são captadas com a harmonização entre a locação do espaço e a própria identidade dos modelos. Já em “A Esquina de Monalisa”, a travessia do gênero é abordada com obras em nanquim sobre madeira, elaboradas a partir de etnografias e entrevistas com travestis de Botucatu (SP) e Dourados (MS)
O caráter inovador da Mostra também é celebrado em projetos em formatos que fogem do lugar-comum, como a “Lampioa”, que traz poesias, palavras rimadas e imagens gravadas no formato de fanzines; e as ilustrações da Coletânea “AMAR”, que compõem quatro livros, voltados para crianças de 4 a 7 anos, e celebram a tolerância e as descobertas do universo da diversidade sexual.

Ainda com o objetivo de exigir o respeito e a tolerância na sociedade, o projeto “Menino de Salto Alto” rompe com padrões de temática e beleza e evidencia o “queer”. A luta contra a homofobia também marca o “Mais amor para todos”, que retrata histórias de amor na luta pela diversidade em trabalhos com famílias e casais.
SERVIÇO
Museu da Diversidade Sexual
Exposição: “1ª Mostra Diversa”
Quando: De 17 de Julho a 30 de Novembro
Onde: Estação República do Metrô – Piso Mezanino, loja 518
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 20h

Sobre o Museu da Diversidade
Criado em 25 de maio de 2012, o Museu da Diversidade Sexual é o terceiro do mundo e primeiro da América Latina relacionado à temática. Sua a missão é valorizar a diversidade sexual no Brasil por meio de ações de pesquisa, salvaguarda e comunicação do patrimônio material e imaterial, a partir da abordagem da história da população LGBT, do ativismo político e do legado sociocultural, entendendo seu papel importante e transformador da cultura brasileira. Até janeiro de 2015, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo já tinha recebido mais de 100 mil visitantes.

Fotos: Divulgação / Acervo Museu da Diversidade