Movimento Unificado pela Diversidade promove protesto com a SmartFit

Notícias
29 de maio de 2020
por Genilson Coutinho

Movimento nas redes socias convoca LGBTQI+ a cancelarem as matrículas na rede Smart Fit. A manifestação é pelo fato do dono da rede ser apoiador do governo e seu envolvimento com as fakes news.

O Empresário Edgard Gomes Corona é suspeito de financiar uma estrutura de disseminação de mensagens com ataques ao Supremo e autoridades da República.

Nesta sexta-feira (29), o Movimento Unificado pela Diversidade, instituição que luta pelos direitos LGBTs, iniciou uma “cancelaço” contra a SmartFit.

“Edgar Corona usa o lucro que obtém dos seus muitos clientes, inclusive boa parte de LGBTs, para financiar ações fascistas no Brasil. Com o que ganha da diversidade de consumidores da Smart Fit paga por campanhas de ódio contra minorias, a favor do desmonte de políticas públicas e contra o isolamento social”, disse a Mudi.

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.