Movimento estudantil vai requerer uso do nome social para comunidade trans na Unifacs

Comportamento, Social
27 de maio de 2014
por Genilson Coutinho

(Fotos__Genilson_Coutinho 011

O movimento estudantil da Universidade Salvador (Unifacs) iniciou na última sexta-feira (23), a nova gestão 2014/2016.

Durante a cerimônia de posse de Iana Aguiar, estudante do curso de Psicologia, a mesma anunciou a ação de luta contra a homofobia. Além das ações dentro da universidade, o DCE Unifacs nos últimos anos vem discutindo através de um grupo de debates, as questões inerente a diversidade e sexualidade com os alunos e tem participado das principais atividades relacionadas a causa LGBT.

No ano passo eles participaram da construção da II Semana da Diversidade, promovida pelo Grupo Gay da Bahia. Este ano estão na programação da Agenda Diversidade da Secretaria da Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH).

(Fotos__Genilson_Coutinho 006

Dentre as bandeiras de lutas para nova  gestão a presidenta salientou que o debate e reivindicação contra o preconceito e homofobia nas estruturas da universidade estarão na pauta diária do movimento dentre eles a inclusão do nome social dos alunos e alunas trans na caderneta eletrônica da instituição. “Já iniciamos o debate sobre essa questão e nosso desejo é que ainda este ano já esteja valendo. Já levantei o debate com a reitoria e nos próximos dias retornaremos o debate. Ainda não sei a quantidade exata de homens e mulheres trans que estudam aqui, mas conhecemos alguns que já sinalizaram a existência deles em diversos curso. Vamos de alguma forma chegar até eles”, disse a presidenta do DCE.

A cerimônia de posse contou a presença de professores, coordenadores, alunos, familiares e representantes da UNE que compareceram para prestigiar e engrossar o a voz do movimento estudantil baiano.

Veja a galeria!

Fotos: Genilson Coutinho