Mostra propõe novo olhar sobre a Bahia a partir dos registros de 11 fotógrafos

Sem categoria
15 de junho de 2013
por Genilson Coutinho

Foto /Alex oliveira

A exposição fotográfica Lunar – Fotografia na Bahia Agora reunirá na Galeria Solar Ferrão, em Salvador, a partir do dia 17 de junho, às 18h, obras de 11 fotógrafos que pensam seus registros a partir da experiência e da perspectiva baiana, ampliando o olhar para além do real e do que é considerado normal sobre a Bahia. Integrantes de uma nova geração de fotógrafos baianos participam da exposição, dentre eles, Alex Oliveira, Bianca Portugal, Fernanda Sanjuan, Ivã Coelho, Karla Rubia, Lia Cunha, Nicolas Soares, Patrícia Almeida, Rogério Ferrari, Sabrina Pestana e Valeria Simões. Com parceria e curadoria do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), Lunar fica em cartaz até 04 de agosto, com entrada gratuita.
A atividade faz parte da programação cultural planejada pelos museus vinculados ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), autarquia da Secretaria de Cultura do Estado (Secult/BA), para os turistas e os moradores de Salvador que circularão pela cidade durante a Copa das Confederações.


Os 18 trabalhos exibidos possuem diferentes versões de uma realidade que se descola e se desloca para além do tempo presente, localizando um mundo, e uma Bahia, libertos da repetição incessante de suas próprias imagens. “O olhar dos fotógrafos passa por acúmulos, limites, extremos e transmite uma mensagem a partir da captação de uma possível realidade. A exposição pretende transmitir essas possibilidades, em um tempo deslocado”, explica Liane Heckert, integrante da equipe de curadores da exposição.
Os artistas foram escolhidos a partir de um mapeamento da produção fotográfica na Bahia. “A investigação partiu da produção contemporânea atemporal de artistas que transitam ou transitaram na Bahia, daí buscamos entender como é a Bahia vista do mundo e de que modo essa imaginação local absorve e devolve esse mesmo olhar, como os artistas absorvem e contextualizam suas experiências”, completa Liane.
A exposição Lunar é voltada para o público em geral e a entrada é franca. A Galeria Solar Ferrão fica na Rua Gregório de Mattos, nº 45, Pelourinho. A visitação é de terça a sexta, de 12h as 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h.
Programação Educativa – A Galeria Solar Ferrão sediará atividades que integram a programação educativa vinculada à exposição. Haverá uma experiência prática do uso da fotografia como meio artístico com a Oficina de Pinhole (fotografia na lata). Nela, através da construção de uma câmera fotográfica, é possível entender como o aparelho funciona, e como se dá a sensibilização do olhar a partir da relação entre aquilo que se vê e o resultado. As oficinas acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de julho, das 14h às 17h. A participação é gratuita e os interessados devem se inscrever por telefone no setor educativo do Solar Ferrão. O número é (71) 3117-6440 e o horário de atendimento é de segunda a sexta, das 9h às 18h. Também estão previstas duas mesas de discussão sobre fotografia e arte, com a participação de alguns dos artistas integrantes da mostra, com data e horário a serem definidas.
Expositores – Com atuação de destaque no cenário atual da fotografia, os artistas que participam de Lunar experimentam distintas técnicas e abordam os mais diversos temas, a exemplo da solidão, melancolia e as relações entre tempo e espaço. Confira um pouco da trajetória de cada um deles:
Alex Oliveira: Graduando em Comunicação, desde 2009 desenvolve representações imagéticas que envolvem relações entre corpo e arquitetura, lugar público e privado, vida íntima e performance, investigando possibilidades de utilização da fotografia em diferentes suportes e plataformas. Em agosto de 2011, realizou sua primeira exposição individual intitulada Aurora Descoberta. Em agosto de 2012, participou dos Salões de Artes Visuais.
Bianca Portugal: Graduada em Artes Visuais, trabalha principalmente com fotografia analógica, seus processos experimentais e históricos, investigando a relação entre fotógrafo-câmera-imagem captada. Ministra cursos/oficinas para o Museu de Arte Moderna da Bahia, Centro Cultural da Caixa e ONGs.
Fernanda Sanjuan: Formada pela Escola D´Art i Disseny Serra i Abella (Barcelona-Espanha). Dentre os seus projetos pessoais, destaca-se o trabalho com fotografia de espetáculo, as experimentações de criações de contra-realidades com fotografias de objetos em miniatura e imagens abstratas, as foto-reportagens de caráter social com o Movimento Sem Terra, e os estudos fotográficos dos ângulos das geometrias urbanas em diversos países.
Ivã Coelho: Graduado em Direito, tem na criação de imagens uma forma de expressão pessoal. Tenta alicerçar seus trabalhos em questões diuturnas através de diálogos com as vertentes visuais contemporâneas e com as artes literárias e filosóficas. Em 2009, compôs o livro-exposição itinerante África em Nós, com curadoria de Walter Firmo. Em 2012, participou da XI Bienal do Recôncavo, em São Félix (BA).
Karla Rubia: Graduada em Artes Visuais, traz em seu trabalho questionamentos em torno da sexualidade, alteridade e opressão feminina, criando diálogos entre fotografia e diferentes linguagens. Em 2011, foi premiada no Salão de Artes Visuais da Bahia. Em 2013, fez viagem de intercâmbio artístico para Buenos Aires – Argentina.
Lia Cunha: Partindo de uma linguagem mista de fotografia, desenho, gravura e performance, desenvolve projetos de arte colaborativa e interferência ambiental. Em sua pesquisa fotográfica, através da apropriação ou produção de imagens, trabalha com diversos suportes na construção de objetos e instalações. Integrou a X e XI Bienal do Recôncavo (2010/2012) e os Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia (2011).
Nicolas Soares: Mestrando em Artes Visuais pela Universidade Federal do Espírito Santo, pesquisa sobre a abordagem do íntimo e os processos criativos na fotografia contemporânea. Trabalha com fotografia desde 2006 e participou de diversas exposições coletivas nas principais galerias na cidade de Salvador, assim como dos Salões Regionais.
Patrícia Almeida: Atua com fotografia desde 2007. A princípio voltado para o registro arquitetônico, seu trabalho passou a explorar as relações entre tempo e espaço. Formada em Arquitetura e Urbanismo, realizou parte dos seus estudos na Universidade do Porto, em Portugal. Desenvolve paralelamente trabalhos junto ao coletivo Gruna.
Rogério Ferrari: Trabalha como fotógrafo independente desenvolvendo o projeto Existências-Resistências, que retrata a luta de alguns povos e movimentos sociais por autodeterminação. É autor dos livros: Ciganos; Sahraouís; Palestine; Curdos, Uma Nação Esquecida; Palestina, A Eloquência do Sangue; e co-autor de, Zapatistas, A Velocidade do Sonho.
Sabrina Pestana: Iniciou seus estudos em fotografia na Escola Panamericana de Artes, entre 2001 e 2002. Formada em artes, desde 2008 atua como assistente do fotógrafo e “master printer” Valdir Cruz. Em 2010, realizou sua primeira exposição individual, em homenagem a Cravo Neto. As imagens talvez sejam os últimos retratos do artista.
Valéria Simões: Graduada em Artes Plásticas e fotógrafa profissional desde o início dos anos 90. Tem participação em inúmeras exposições individuais, coletivas, salões e festivais por diversos estados do Brasil, além de França, Peru e Canadá. Assina a fotografia de cena de seis filmes. Atualmente desenvolve ensaios autorais.

Créditos das Fotos :

Foto 1: Alex Oliveira 

Foto 2: Ivã Coelho 

Serviço:
O que: Exposição Lunar – Fotografia na Bahia Agora
Onde: Galeria Solar Ferrão, Rua Gregório de Mattos, 45, Pelourinho.
Quando: Abertura – 17 de junho, 18h. Visitação até 04 de agosto. Terça a sexta, de 12h as 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h.
Realização: Solar Ferrão/MAM-BA/DIMUS/IPAC/SECULT-BA
Gratuito