Ministério da Saúde informa que usou peças de prevenção ao HIV no Carnaval

Sem categoria
22 de agosto de 2012
por Genilson Coutinho


O Fórum de ONGS/Aids do estado de São Paulo (FOAESP) e a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) receberam uma resposta do Ministério da Saúde a respeito do veto na TV aberta à campanha de prevenção de DST/Aids destinada aos homossexuais no carnaval deste ano.

O ministério respondeu a 11 questões levantadas pelo procurador Aurélio Virgílio com orçamentos, dados epidemiológicos da população HSH, além de procedimentos para elaboração de campanhas e sobre o caso específico.

O órgão oficial argumenta que a campanha não foi veiculada em algumas ocasiões por ainda estar em fase de conclusão e que não houve peça produzida que não fosse utilizada.

Segundo o FOAESP, o procurador vai analisar as respostas dadas pelo Ministério para decidir se vai acatá-las ou se abrirá um inquérito sobre o caso

Relembre o caso

O Ministério da Saúde ao lançar a campanha de prevenção às DST/aids no Carnaval deste ano divulgou, por meio do site oficial do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, um vídeo voltado aos jovens homossexuais, e um dia depois o filme foi tirado do ar.

Desde que o vídeo ficou indisponível no site governamental, em 3 de fevereiro, o assunto provocou crítica de ativistas e especialistas.

Na ocasião, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que a peça seria exibida em locais como clubes e boates gays. “Esse vídeo não era o da TV aberta. É um vídeo é de divulgação em ambiente fechado.”

O vídeo está no Youtube e mostra um jovem casal gay se acariciando e uma fadinha trazendo o preservativo.

Fonte: Agência de Notícias da Aids
Assista o vídeo da campanha