Mês do teatro no Gamboa Nova ; veja a programação

Sem categoria
4 de março de 2013
por Genilson Coutinho


Com espetáculos renomados, como Entre Nós, com várias indicações ao Prêmio Braskem de Teatro 2012, além de temporadas que seguem desde fevereiro e estreias importantes como As Barrigudas, de Mariana Freire e Karina de Faria, Fala Baixo Senão Eu Grito, da Escola de Teatro da Ufba, o mês do Teatro e do Circo adquiri um formato diferente no Teatro Gamboa Nova, privilegiando grupos e novas montagens.
“Nos anos anteriores costumávamos investir nos monólogos, mas este ano percebemos que a programação do Verão Cênico já veio recheada deste perfil e decidimos investir em algo que dinamizasse mais o espaço” – comenta Rino de Carvalho, coordenador artístico do Teatro.
Os ingressos continuam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia), com promoções de estreia e gratuidades. Confira a programação completa em www.teatrogamboanova.com.br ou no fone 3329 2418.

TEATRO
Entre Nós- Uma comédia sobre a diversidade sucesso de público e crítica

Depois de estrear para o grande público e cumprir temporadas de sucesso no Teatro Gamboa Nova, a montagem Entre Nós- Uma comédia sobre a diversidade, volta à Gamboa de Cima ainda mais aclamada pela crítica, depois de receber três indicações ao Prêmio Braskem de Teatro 2012, como melhor espetáculo, texto (João Sanches) e atuação (Igor Epifânio). Todas as sextas e sábados do mês de março, às 20h, celebrando o mês do Teatro e do Circo.
Com um jeito leve e dinâmico, a peça foi contemplada por outros prêmios da Fundação Cultural do Estado da Bahia, por abordar de maneira inteligente o universo de dois atores que decidem contar a relação de dois adolescentes gays, Rodrigo e Fabinho, vividos pelos atores Anderson Dy Souza e Igor Epifânio. Antes da estreia oficial, foram realizados debates e apresentações para alunos de escolas públicas, na tentativa de compor algo que se aproxime e cause reflexão sobre a sexualidade, sem ser dialético ou impositivo.
A montagem já fez parte dos Festivais Verão Cênico 2013, Festival Latino Americano de Teatro – FILTE, Festival Internacional de Teatro – FIAC, além de cumprir temporadas no Teatro Gamboa Nova, Teatro XVIII, Teatro Moliére Aliança Francesa, dentre outros lugares de Salvador e interior, sempre conquistando o público pela espontaneidade, musicalidade e comicidade de sua proposta.

Serviço:
Entre Nós – Uma Comédia Sobre Diversidade
Quando: 08, 09,15, 16, 22, 23, 29 e 30/ 03/2013 (sextas e sábados)
Horário: 20h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20(inteira) R$ 10 (meia).
Classificação: 14 anos
Informações: (71) 3329-2418 www.teatrogamboanova.com.br

Ficha-técnica
Texto, direção, figurino e iluminação: João Sanches
Elenco: Igor Epifânio e Anderson Dy Souza
Trilha sonora ao vivo: Leonardo Bittencourt
Assistência de direção: Danilo Souto Pinho e Ricardo Fagundes
Cenário: Daniela Steele
Realização: Da Preta Produções

Mariana Freire e Karina de Faria estreiam As Barrigudas

As atrizes baianas Mariana Freire (“Casa Número Nada”) e Karina de Faria (“MPB – Mulher Popular Brasileira”), ambas grávidas na vida real e desejosas de expressar através do teatro suas impressões a respeito desta nova condição em suas vidas, são as autoras do roteiro do espetáculo performático “AS BARRIGUDAS”. A promoção de estréia, domingo dia 10, é a bilheteria a R$ 5,00 mais um pacote de fraldas descartáveis.
A peça fala de maneira leve e bem-humorada sobre o universo da maternidade, especialmente sobre o período gestacional. As protagonistas compartilham com o público as sensações, incômodos, conflitos, alegrias e tudo mais que este período muito especial provoca em suas vidas. O texto passa por temas como a fecundação, relações familiares, situações sociais diversas, mitos e questões de saúde e indústrias associadas à gestação, a exemplo do comércio em torno dos métodos de fertilização artificial e do que ocorre com os altos índices de cesariana no Brasil. “AS BARRIGUDAS” apresenta uma estrutura dramatúrgica em quadros, trazendo a música como um importante elemento, através da valiosa direção musical de Deco Simões.
Vale ressaltar, inclusive, que a equipe do espetáculo é composta por profissionais com forte ligação pessoal afetiva. O iluminador Danillo Novais e o diretor musical Deco Simões, por exemplo, são os respectivos companheiros e pais das filhas de Mariana Freire e Karina de Faria.
“AS BARRIGUDAS” é uma realização conjunta de dois grupos teatrais: As 3 Marias, coordenado por Ana Cartaxo e Mariana Freire, responsável pela produção do ciclo Leituras Musicadas – Edição Nelson Rodrigues, apresentado no Palacete das Artes de maio a dezembro de 2012, cuja proposta era fazer um intercâmbio entre as linguagens da música, teatro e literatura; e É Companhia de Invenções Artísticas, grupo realizador do espetáculo MPB, Mulher Popular Brasileira, integrante da Cooperativa Baiana de Teatro.

Serviço:
As Barrigudas
Quando: 10, 17, 24, 31/03/2013 (domingos)
Horário: 17h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) – Apenas no dia 10 de março, o ingresso custará R$5,00 + 1 pacote de fralda descartável.
Classificação: 14 anos
Informações: 33292418 www.teatrogamboanova.com.br
https://www.facebook.com/pages/Leituras-Musicadas/ http://eciadearte.wordpress.com/

Ficha Técnica:
Colaboração de cena: Viviane Laerte
Atuação: Mariana Freire e Karina De Faria
Texto/roteiro: Mariana Freire e Karina De Faria
Direção musical: Deco Simões
Iluminação: Danillo Novais
Cenário/Figurino/Maquiagem: Rino Carvalho
Fotografia: Alessandra Novhais
Voz em OFF: Deco Simões e Rui Manthur
Assessoria de mídias virtuais: Fau Motta
Assessoria de imprensa: Mario Bezerra
Realização: As 3 Marias e É Companhia de Invenções Artísticas

Fala baixo senão eu grito – estreia e espetáculo gratuito da Ufba

Estreia do estudante de Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia, Georgenes Isaac, o espetáculo Fala Baixo Senão Eu Grito participa das comemorações do Teatro Gamboa Nova no mês do Teatro e do Circo, seguindo com a proposta de dar espaço a novos nomes e revelações na cena cultural de Salvador.
As apresentações, gratuitas, estão agendadas para todas as quartas do mês de março, sempre às 20h. O texto é uma tragicomédia que marca a estreia da paulista Leilah Assumpção. Conta a história de Mariazinha, uma funcionária pública, solteira e infantilizada que é surpreendida pela entrada de um ladrão em seu quarto num pensionato. Durante a madrugada os dois embarcam numa viagem onde experimentam sensações jamais vividas pela protagonista, tratando de forma poética temas como: repressão sexual feminina, educação machista e patriarcal, solidão e tédio.
Georgenes Isaac é ator, diretor e graduando em Artes Cênicas, com ênfase em Direção Teatral pela Universidade Federal da Bahia. Começou a atuar na área com Teatro Amador em comunidades no ano de 2002. Em 2009 ingressou no XXV Curso Livre de Teatro da UFBA, sob coordenação do Prof. Paulo Cunha. Participou de cursos, oficinas e produções teatrais com profissionais como: Jussara Mathias, Antônia Adorno, Luiz Marfuz, Hebe Alves, Deolinda Vilhena e Érico José. Em 2011, atuou como assistente de direção de Harildo Deda no espetáculo O Grito do Coração,em comemoração aos 20 anos da Companhia de Teatro da UFBA. Atualmente é integrante do Projeto Dom Quixote – Biblioteca Andante, onde trabalha com estímulo a leitura através do teatro em comunidades em situação de risco.

Serviço:
Fala Baixo Senão Eu Grito
Quando: 06, 13, 20 e 27/03/2013 (quartas)
Horário: 20h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: Gratuito
Classificação: 14 anos
Informações: 33292418 www.teatrogamboanova.com.br

Ficha Técnica:
Direção: Georgenes Isaac
Elenco: Patrícia Oliveira e Vinícius Martins
Cenário: Hamilton Lima
Figurino: Criação Coletiva
Iluminação: Maria Carla
Sonoplastia: Leandro Vila
Designer: Afonso Dantas
Produção e realização: Bruno Hernández e Larissa Raton

As três irmãs do sertão com nova temporada no Gamboa Nova

O espetáculo “As Três Irmãs do Sertão” é uma adaptação feita pela atriz Sara Galvão baseada na cultura popular de cordel e inspirada no clássico moderno do russo Tchecov, nas poesias de Patativa do Assaré e nas músicas de Luiz Gonzaga. Com elementos da cultura popular e teatro de rua, a peça será exibida nos dias 07,14, 21 e 28 de março (quintas), às 20h, seguindo temporada desde fevereiro no Teatro Gamboa Nova.
Na trama, desenvolvida como atividade do Mestrado em Teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema em Lisboa – Portugal, o intenso frio e a monotonia vivida pelas três irmãs no texto de mesmo nome, dão lugar ao calor escaldante e a seca nordestina tão bem retratados na cultura de Cordel e nos poemas populares. Já a obsessão das personagens em voltar a Moscou, sua terra natal, é análoga ao sonho por dias melhores em São Paulo, terra de oportunidade para os retirantes nordestinos.
A peça é interpretada por Sara Galvão, que dá vida às três personagens num jogo de cena que mistura diálogo e interpretações. Para dar ritmo ao espetáculo, três músicos atuam ao vivo e formam uma espécie de coro que responde e intervém nas cenas. Todos juntos representam uma Trupe de Artistas Mambembes nordestinos que começam a apresentação fora do espaço teatral num cortejo com muita música e dança.
“As três irmãs do Sertão” é dirigido por Sara Galvão, e conta com a produção da Feijão de Corda Produtora Cultural e direção musical de Anderson Cunha.

Serviço:
As três irmãs do sertão
Quando: 07,14,21 e 28/03/2013 (quintas)
Horário: 20h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 20(inteira) R$ 10(meia).
Classificação: 12 anos Informações:(71)3329-2418 www.teatrogamboanova.com.br

Ficha Técnica:
Adaptação, direção e atuação: Sara Galvão
Diretor Musical: Anderson Cunha
Músico (Zabumbeiro): Gildo Arano Músico (Pandeiro e Triângulo): Vinícius Sena
Músico (Sanfoneiro): Jó Miranda
Figurino e Cenário: Karenina Azevedo
Produção e realização: Feijão de Corda Produtora Cultural

ARTES VISUAIS
Máscaras representações em coco – exposição de Lucas Pessôa
Em março, comemora-se também o mês do artesanato, quando Lucas Pessôa inaugura a exposição “Máscaras – Representações em coco”, na Galeria Jayme Fygura do Teatro Gamboa Nova. Trazendo a experiência e criatividade de 10 anos de trabalho, o artesão expõe mais de 30 peças confeccionadas em coco e madeira, em completo processo artesanal. Na sexta, dia 01, haverá a abertura com vernissage a partir das 17h.
Coco, corte e (re)construções. Com matéria-prima natural, o trabalho se ancora na arte manual e na produção de singularidades. A mostra suscita um novo olhar sobre representações étnicas e reitera a nossa essência de misturas. As obras, criadas a partir de influências de diversas matrizes culturais, adentra a subjetividade e materializa expressões ancestrais.
Serviço:
Exposição Máscaras- Representações em coco
Quando: 01 de março a 28 de abril (quarta a domingo)
Horário: 16h às 20h (quarta a sábado), das 14h às 18h (domingo)
Onde: Teatro Gamboa Nova – Galeria Jayme Fygura
Valor: Gratuito
Classificação: livre
Informações: (71) 3329-2418 www.teatrogamboanova.com.br