Mês da Mulher pede novos alertas para o Câncer de Mama

Comportamento, Saúde, Social
14 de março de 2017
por Genilson Coutinho

O câncer de mama é a doença que mais cresce e pode chegar há 22 milhões de diagnósticos em 2030. Como, a cada dia, mais mulheres são diagnosticadas, inclusive abaixo dos 40 anos. Apesar da baixa incidência, em comparação à mulheres mais velhas, a doença pode acontecer e geralmente está ligada à mutações genéticas.

Neste mês da mulher, vale o lembrete da importância do diagnóstico precoce da doença. Além da realização periódica de exames das mamas, toda mulher deve prestar atenção nos sintomas. Segundo Dra. Maíra Tavares, oncologista da Clínica AMO, a mulher deve procurar o médico sempre que sentir alguma alteração na mama como nódulos, endurecimento em alguma região, secreção ou retração do mamilo ou alguma alteração na cor ou na textura da pele da mama.

A Instituição, referência no tratamento oncológico na Bahia, comemora um ano de inauguração do Serviço Integrado de Atenção à Mama. O espaço fica na unidade do Rio Vermelho (Rua João Gomes, 225) e engloba tudo relacionado ao cuidado com as doenças da mama: uma equipe de referência em oncologia, mastologia, genética e radiologia, além de equipamentos de alta tecnologia para a realização de exames (mamografia digital com tomossíntese, ultrassonografia, biópsias e punções).