Mês da Consciência Negra é destaque na Agenda Cultural de novembro

Genilson Coutinho,
02/11/2012 | 15h11


No Mês da Consciência Negra, a Agenda Cultural Bahia destaca diversos eventos relacionados à valorização e à afirmação da cultura afrodescendente existente no estado, onde esta herança é fundamental para as riquezas baianas reconhecidas em todo o mundo. A começar pela matéria de capa, que apresenta o I Encontro das Culturas Negras, que acontece em Salvador e Santo Amaro, com debates, oficinas e apresentações culturais.
Mestre King, considerado um dos criadores da dança afrobaiana, é homenageado em temporada do Grupo Gêneses, do qual é fundador. Também em Dança, tem o III Encontro Dançando Nossas Matrizes: Um Diálogo entre as Danças Afrobrasileiras. Na área literária, além do lançamento de livro do escritor nigeriano Wole Soyinka, primeiro africano negro a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura, Salvador recebe o 1º Festival de Ilustração e Literatura da Bahia.
Também na capital, tem duas estreias teatrais de destaque: a 18ª montagem do TCA.Núcleo, o musical Amor Barato, na Sala do Coro do TCA, e Dô, do Bando de Teatro Olodum, no Teatro Vila Velha. Ainda no Vila Velha, está a programação do A Cena Tá Preta – Ano IV, um festival internacional de arte negra. Para completar, a VIII Mostra SESC de Artes – Aldeia Pelourinho movimenta o Centro Histórico soteropolitano.
Confira o PDF aqui da Agenda cultural aqui