Médicos realizam o primeiro transplante de fígado entre pessoas com HIV

AIDS em pauta, Notícias
31 de março de 2016
por Genilson Coutinho

Médicos americanos realizaram o primeiro transplante de fígado no mundo entre um doador com HIV e um paciente também HIV positivo, três anos após este tipo de operação ser autorizada nos Estados Unidos.

O fígado de um doador morto foi transplantado para um paciente que contraiu o vírus causador da Aids há mais de 20 anos, segundo informação dos médicos da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos.

Um rim do mesmo doador foi transplantado para outro paciente — nesse caso, foi o primeiro dos EUA.

Riscos

Até 2013, era proibido usar órgãos de um doador portador de HIV para transplantes nos Estados Unidos, mas a escassez de órgãos no país faz com que muitos pacientes morram à espera de uma cirurgia.

A utilização de órgãos de pessoas com HIV poderia salvar cerca de 1.000 vidas por ano, explicou Dorry Segev, professor de cirurgia na Faculdade de Medicina Johns Hopkins.

“Algumas semanas atrás, foi realizado o primeiro transplante de fígado HIV-HIV no mundo, e o primeiro transplante de rim HIV-HIV nos Estados Unidos”, disse Segev. “Este é um dia muito emocionante para nós. Mas é só o começo.”

Tais operações envolvem riscos “únicos”, como o receptor estar exposto a uma segunda estirpe do vírus HIV, disse Christine Durand, professor assistente de medicina e oncologia na Johns Hopkins University.

Ambos os pacientes receptores se recuperaram sem problemas das operações, informou a equipe médica.

Da France Presse