Médica de família diz a paciente que ser lésbica “não é normal”

Notícias
30 de outubro de 2015
por Genilson Coutinho

PixaBay

María Eugenia Gieco, de 33 anos de idade, visitou o médico de família para pedir uma consulta num ginecologista para verificar um problema de ordem ginecológica que tem desde infância.

Relata o El Mundo que, durante a conversa, a paciente acabou por dizer que é lésbica, ao que a médica atirou: “Sabe que ser homossexual não é normal, certo?”. A profissional ainda acrescentou: “Essa é a razão por que tem muito mais doenças relacionadas com o facto de ser lésbica, porque é um comportamento anómalo”.

María explicou à mesma publicação que o que ouvira da média a deixou “absolutamente bloqueada” por estar a ouvir de uma profissional um comentário sobre a vida íntima quando o motivo pelo qual pedia uma consulta ginecológica era um problema que teve em criança.

“Senti-me absolutamente impotente e não consegui evitar chorar”, afirmou a paciente, dizendo que de seguida fez uma reclamação no centro de saúde e pediu para ser mudada de médica de família.

María decidiu tornar o seu caso público para evitar que este tipo de situações aconteça a pessoas mais jovens que tenham dúvidas sobre a sua sexualidade.

Do Noticiasaominuto