Marina Silva critica eleição de Feliciano para a CDHM

Sem categoria
17 de março de 2013
por Genilson Coutinho

Marina Silva não abriu mão de fazer suas criticas ao então presidente da Comissão de Direitos Humanos, o Pastor Marco Feliciano.

Marina, que também é evangélica, salientou que todo ataque contra o presidente da CDHM não deve ser focado na sua religião, mas sim no histórico do parlamentar e nas suas ações, principalmente com base no que se sabe sobre sua trajetória.

“Eu acho que a gente não pode fazer uma discussão baseada na religião dos deputados ou de quem não tem religião. Você tem que analisar a posição política, o deputado tem de ser olhado pelas suas posições políticas”, afirmou a ex-senadora.

“Para ampliar sua base, o governo acaba negociando as comissões para pessoas que não têm identidade histórica com o mérito delas”, continuou ela. “O debate em torno da religião do deputado ou do fato de o senador (Blairo Maggi) ser grande agricultor não é o caso. O caso é quais as trajetórias deles em relação a essas bandeiras e questões. O Blairo Maggi não tem uma atuação na defesa do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável. O mesmo com o Feliciano [em relação aos direitos humanos]”, finalizou Marina.