Marina Lima abre temporada 2017 do projeto Mulher com a Palavra

Literatura, No Circuito
10 de maio de 2017
por Genilson Coutinho

A cantora Marina Lima abre o ciclo de encontros do projeto “Mulher com a palavra”, em 2017. O evento ocupará o palco do Teatro Castro Alves, no dia 29 de maio, às 19h30, com mediação da jornalista Rita Batista. Os ingressos começam a ser vendidos nas bilheterias do TCA ou pelo site www.ingressorapido.com.br . O projeto “Mulher com a palavra” é uma parceria da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres e da Maré Produções Culturais, com patrocínio da Bahiagás e do Instituto Avon.

Com o tema “Atitude Feminina e Liberdade Sexual”, o projeto receberá uma das mais importantes cantoras brasileiras, que traz a experiência como artista e de posicionamentos que tomou ao longo da carreira, especialmente por ser mulher. Marina Lima sempre demonstrou opinião, mesmo quando poucas artistas falavam abertamente sobre homoafetividade. Em 2017, o “Mulher com a palavra” tem como proposta a inspiração para a transformação.

O projeto se configurou como um espaço de reflexão sobre temas urgentes referentes ao empoderamento feminino, propondo  e provocando a reflexão sobre questões políticas e comportamentais. “Num momento em que as mulheres tomaram as ruas e protagonizaram as discussões políticas do país, espaços como o oferecido pelo projeto foram vitais para a troca de experiências e reverberação de pensamentos sobre direitos sexuais e reprodutivos, igualdade racial, enfrentamento às violências de gênero, entre outros temas”, disse Fernanda Bezerra, idealizadora do “Mulher com a Palavra” e diretora da Maré Produções Culturais.

Este ano estão previstas quatro edições do evento, mas os demais nomes ainda serão divulgados. O projeto foi lançado ano passado com  a cantora Elza Soares. Ao longo do ano foram realizadas outras três edições, com a participação das cantoras Zélia Duncan, Preta Gil e MC Carol, além da atriz e poeta Elisa Lucinda e da filósofa Marcia Tiburi.

MARINA LIMA

A cantora e compositora carioca Marina Lima, 61 anos, ganhou reconhecimento pela interpretação e originalidade na década de 80 e se tornou um dos grandes nomes do pop-rock nacional. Com influências que passam pelo pop, rock, blues, bossa-nova e música eletrônica, Marina começou a carreira no fim da década de 70, gravou hits como “À Francesa”, “Fullgás”, “Nada por Mim”, “Uma Noite e ½”, “Pessoa”, entre tantas outros que arrebatam multidões.

O primeiro disco foi lançado em 1979: o LP “Simples como fogo”, No ano seguinte emplacou o primeiro sucesso nas rádios: “Nosso estranho amor”, composição gravada em parceria com Caetano Veloso, ocupando os primeiros lugares nas paradas de sucesso.  Ao longo da carreira , Marina acumulou prêmios, nos anos de 1987 e 1989, como melhor cantora de pop rock, melhor disco e melhor intérprete.

Aos 43 anos, Marina Lima posou para a revista Playboy, no fim da década de 90, momento em que disse viver o apogeu da feminilidade.  Depois de seis anos longe dos palcos, a cantora voltou a fazer shows, divulgando o disco “Síssi na Sua”, numa turnê iniciada em Juiz de Fora, Minas Gerais. Em 2003, gravou seu 1º DVD, o “Acústico MTV” e em sua trajetória acumula 19 álbuns gravados.  No último, intitulado “No Osso ao vivo”, lançado em 2015, Marina fez um trabalho acústico, com voz e violão.

Marina Correia Lima, filha dos piauienses Ewaldo e Amélia, morou grande parte da vida no Rio de Janeiro e, atualmente, reside em São Paulo. Além de explorar todos os campos da música, Marina também foi apresentadora do programa “Saia Justa”, no canal GNT. Em novembro de 2016, a artista lançou seu primeiro livro, “Maneira de Ser” (ed. Língua Geral), nem uma biografia, nem uma ficção. Marina não dá respostas, mas mostra o seu percurso, construindo um caderno íntimo, filtrado pelo afeto. “Maneira de Ser” é também o título da primeira canção que compôs.

 

SERVIÇO

Mulher com a Palavra – Edição Maio 2017

“Uma conversa com MARINA LIMA”, mediação de Rita Batista

Dia 29 de maio de 2017, às 19h30

Teatro Castro Alves

Ingressos à venda nas bilheterias do Teatro Castro Alves e pelo sitewww.ingressorapido.com.br :

R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)