Maria Bethânia abriu oficialmente Festival Eu Sou a Concha; veja as fotos

Música, No Circuito
14 de maio de 2016
por Genilson Coutinho

Foto: Genilson Coutinho

Uma noite inesquecível e cheia de surpresas. Foi esta a atmosfera que embalou a noite desta sexta-feira (13), com apresentações que marcaram a abertura do Festival Eu Sou a Concha e a inauguração oficial da nova Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA). Antes do show de Maria Bethânia e Margareth Menezes, microespetáculos apresentados pelo Balé do TCA deram boas-vindas ao público, que se encantou com as performances. A arte-educadora Nadja Miranda se manteve atenta aos movimentos e gostou do que viu. “É interessante ter esta multiplicidade de linguagens artísticas acontecendo. Estou achando muito legal “.

Por meio de projeções, o público pôde relembrar e conhecer um pouco da história do Complexo do Teatro Castro Alves, que se mistura com parte da história baiana e brasileira. Entre os que foram convidados para a noite, estavam idosos que moram nas Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), moradores de áreas atendidas por Bases Comunitárias de Segurança (BCS) e jovens músicos do Neojiba. Moradora do bairro do Calabar, Maria Cardoso, 18 anos, foi acompanhada de colegas do projeto. “É muito interessante a gente participar disso porque, querendo ou não, fazemos parte. Estamos vendo pessoas que vão nos inspirar no futuro. Como cantores do coro do Neojiba, ver a Maria Bethânia é muito interessante”.

Autoridades, intelectuais e artistas aprovaram o resultado do investimento, entre eles, a cantora Ana Mametto. “Para quem ainda não conhece o bastidor da nova Concha Acústica, não tem noção de como está incrível. A estrutura para abraçar o artista, a imprensa, para chegar aqui, estacionar, está lindo demais. O palco está incrível. Está sendo uma das coisas mais importantes para o povo baiano”, afirmou.

Após o show de Bethânia, que teve participação de Margareth Menezes, mais surpresas. No interior da passarela luminotécnica, o Balé do TCA apresentou-se novamente e teve música eletrônica como trilha sonora. Para encerrar a performance em grande estilo, bombeiros militares e um índio estilizado desceram a passarela em cordas de rapel. As atrações antes e no intervalo dos espetáculos agradaram a produtora e gestora cultural ,Fá Almeida. “É sempre importante a gente pensar nesse ‘gap’ [à parte] entre um show e outro”.

Foto: Genilson Coutinho

A última apresentação da noite ficou por conta do espetáculo Kidembu, que reafirmou a influência africana no Brasil ao unir no palco as principais entidades de matriz africana da Bahia. Ilê Aiyê, Malê Debalê, Olodum, Cortejo Afro, Muzenza e os Filhos de Gandhy. Pedro Pondé, Márcia Castro e Élen Oléria foram algumas das participações musicais do espetáculo cênico-musical.

 

O Festival Eu Sou a Concha segue até segunda-feira (16) e tem patrocínio da Coelba, Banco do Brasil e Água de Coco Obrigado. Os shows estão sendo transmitidos ao vivo pela TVE Bahia.

Veja as fotos

Confira a programação:

SÁBADO (14/05/2016)

Carlinhos Brown com participação especial de Lazzo Matumbi

BaianaSystem com participação especial de Ney Matogrosso

Horário: 18h

DOMINGO (15/05/2016)

Show de Novos Baianos – “Acabou Chorare” e homenagem a João Gilberto

Horário: 19h

SEGUNDA-FEIRA (16/05/2016)

Show de Novos Baianos – “Acabou Chorare” e homenagem a João Gilberto

Horário: 19h